Empresa que reassumirá Hospital Jardim Cuiabá nega demissão em massa

A empresa Importadora e Exportadora Jardim Cuiabá Ltda, que deve reassumir a gestão do Hospital Jardim Cuiabá após a rescisão do contrato de...

_RFP9081A empresa Importadora e Exportadora Jardim Cuiabá Ltda, que deve reassumir a gestão do Hospital Jardim Cuiabá após a rescisão do contrato de arrendamento com a atual gestora, afirmou que não haverá demissão em massa e também que nenhum dos mais de seis mil pacientes e usuários serão prejudicados. A empresa afirmou que tem condições de reassumir a gestão e possui os documentos necessários para o funcionamento regular.


Leia mais:
Hospital Jardim Cuiabá perde todos convênios e corre risco de fechar; entenda


Uma nota foi enviada pela empresa, através de seus advogados, explicando a situação. O contrato foi rescindido por ordem judicial proferida em primeira instância e confirmada pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso.


“A Justiça Estadual, com base nos fartos elementos de prova constantes dos autos do processo, entendeu que a disposição patrimonial praticada pela atual gestão, sem a devida autorização da referida sociedade médica colocaria em risco a prestação dos serviços em favor da sociedade mato-grossense”, diz trecho da nota.


A empresa ainda afirmou que possui condições de reassumir a gestão e já possui os documentos necessários para o funcionamento do hospital, e por isso a rescisão do contrato com a atual gestora não prejudica o atendimento aos mais de seis mil pacientes e usuários do hospital e também não causará a demissão do quadro de funcionários.


Ao final da nota a empresa ainda repudiou a atitude da atual gestão, que teria “deturpado de forma pública e irresponsável a realidade dos fatos".


Entenda o imbróglio


A Importadora e Exportadora Jardim Cuiabá Ltda entrou com ação na 7ª Vara Cívil da Capital para garantir a anulação unilateral de contrato do arrendamento da unidade. A justificativa é que eles estariam sendo lesados. A empresa proprietária é incorporada pela Assistência Médico Hospitalar Jardim Cuiabá, de sociedade anônima, composta por 15 médicos cotistas. O maior número de cotas pertence a Arilson Costa de Arruda e Fares Hamed Abouzeid Fares.


As empresas celebraram o primeiro contrato em 2003, por um período de dez anos. No documento, estava atribuído aos arrendantes a responsabilidade sobre o pagamento das dívidas da empresa proprietária. A cláusula foi alterada em 2008, quando decidiu-se que deveriam utilizar o valor para amortizar as dívidas da locatária. No ato da renovação, em 2013, as cláusulas foram mantidas.


A arrendatária alegou que, quando o contrato foi firmado, os réus exerciam funções de diretores cumulativamente e foram os únicos beneficiários dos contratos. Acrescentaram ainda que o valor de R$ 60 mil, do arrendamento, não corresponderia a nem 1% do real valor da propriedade.


Já os réus explicaram que tiveram prejuízos, já que investiram mais de R$ 6 milhões na unidade desde o último termo aditivo, assinado em 2013. Porém, a Justiça entendeu que as atitudes não condizem com a boa fé contratual.


Leia a nota da atual gestão:


Em respeito aos nosso clientes, o Hospital Jardim Cuiabá vem a público esclarecer que uma liminar do Tribunal de Justiça determinou a rescisão antecipada do contrato de arrendamento, vigente há quinze anos e a devolução do imóvel em 30 dias.
O Hospital lamenta essa decisão pelos seguintes motivos: tem cumprido rigorosamente o contrato; acabara de receber uma certificação de qualidade, fruto do trabalho de 670 colaboradores, que agora têm seus empregos ameaçados; com a saída da empresa que hoje faz a gestão, o Hospital passa a operar somente com a estrutura e equipamentos arrendados em 2003, perdendo ainda todos os seus convênios, incluindo o MT Saúde, o alvará sanitário, a certificação de qualidade e o contrato com todos os seus fornecedores.
Entendemos que essa decisão traz inúmeros complicações e prejuízos aos prestadores e à sociedade, mas o Hospital Jardim Cuiabá se compromete a atender com a mesma qualidade até o dia 19 de abril, quando terá de cumprir a decisão.

Leia a nota da Importadora e Exportadora Jardim Cuiabá Ltda:


Olhar Direto - Vinicius Mendes

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Nome

Agenda,3,By Regis,7,Coberturas,88,DESTAQUE,3,NODECK,2,Noticias,1087,Social,165,Velho Oeste,1,Videos,105,VidroLider,1,
ltr
item
Acontece MT: Empresa que reassumirá Hospital Jardim Cuiabá nega demissão em massa
Empresa que reassumirá Hospital Jardim Cuiabá nega demissão em massa
https://lh3.googleusercontent.com/-_bL670vzLDM/WtlOsGfQL-I/AAAAAAAAFuU/GAtXnncwHuMMoLnSj7PAJkAfw2GJBrLhgCHMYCw/_RFP9081_thumb%255B2%255D?imgmax=800
https://lh3.googleusercontent.com/-_bL670vzLDM/WtlOsGfQL-I/AAAAAAAAFuU/GAtXnncwHuMMoLnSj7PAJkAfw2GJBrLhgCHMYCw/s72-c/_RFP9081_thumb%255B2%255D?imgmax=800
Acontece MT
http://www.acontecemt.com.br/2018/04/empresa-que-reassumira-hospital-jardim.html
http://www.acontecemt.com.br/
http://www.acontecemt.com.br/
http://www.acontecemt.com.br/2018/04/empresa-que-reassumira-hospital-jardim.html
true
4102166608156986089
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VER TODOS Leia Mais Responder Cancelar Excluir Por HOME PÁGINAS POSTS Ver Todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO BUSCAR TODOS Não foi encontrado nenhuma correspondente à sua busca! Voltar ao início Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb January February March April May June July August September October November December Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy