Ex-secretário diz que recebia R$ 20 mil de salário extra de Alan Malouf

Foto: Reprodução OD - Vinicius Mendes O ex-secretário de Estado de Educação, Permínio Pinto, que foi ouvido na tarde desta sexta-feira (15) ...

Foto: Reprodução

Ex-secretário diz que recebia R$ 20 mil de salário extra de Alan Malouf

OD - Vinicius Mendes

O ex-secretário de Estado de Educação, Permínio Pinto, que foi ouvido na tarde desta sexta-feira (15) na 7ª Vara Criminal de Cuiabá, afirmou à juíza Ana Cristina Mendes que chegou a receber um complemento de salário, que praticamente dobrou o valor recebido, em decorrência do esquema proposto por Alan Malouf, sobre o pagamento de propinas relacionadas às obras em escolas públicas estaduais.


O salário de secretário era de R$ 13 mil reais, mas Permínio chegava a receber R$ 30 mil. Estas informações teriam sido omitidas por Alan Malouf em sua delação premiada.


Leia mais:
Esquema de R$ 56 mi na Seduc só foi encerrado por causa de truculência de empresário, afirmou Permínio


Permínio esclareceu à juíza Ana Cristina Mendes, que conduziu a oitiva, que não poderia dar informações que constam em sua delação premiada firmada com o Ministério Público Federal, em decorrência do sigilo que foi determinado.


No entanto, ele narrou alguns fatos que ocorreram após a vitória de Pedro Taques nas eleições de 2014. O ex-secretário narrou que depois da vitória de Pedro Taques nas eleições de 2014, ele foi designado para compor a equipe de transição, na área da educação. Ele disse que ao apresentar o relatório ao governador se credenciou para ocupar o cargo de secretário.


Permínio disso á juíza que conheceu Alan Malouf depois que foi nomeado secretário de Educação. Nos primeiros encontros os dois apenas se apresentaram e Malouf chegou a mencionar que ele e um grupo de empresários tinham colaborado financeiramente, diretamente, com todo o processo de campanha. No terceiro encontro o empresário teria falado sobre o esquema.


“Nisso ele cita valores e cita nomes também, e disse que precisava ter de volta estes recursos que tinham sido investidos por ele e por este grupo de pessoas. [...] Disse que houve certa dificuldade na composição do secretariado, pelo salário ser muito baixo, mas que ele poderia, assim como faria para outros secretários, fazer a complementação salarial para mim. Sugeriu que este valor seria de mais ou menos R$ 20 mil, para chegar a em torno de R$ 30 mil”.


No encontro seguinte Permínio foi então apresentado ao empresário Giovani Guizardi, como sendo uma pessoa que poderia, através de diversos prestadores de serviços da Secretaria de Educação, fazer a captação de recursos ilícitos, que proporcionaria este complemento no salário.


Permínio então disse que permitiria, de forma omissa, que tudo isso acontecesse, e assim foi. Em outra ocasião Alan Malouf teria pedido que Permínio escolhesse uma pessoa de confiança para atuar no esquema. Fábio Frigeri foi o escolhido.


O esquema teve início no começo do ano de 2015 e durou até o início do ano de 2016. Permínio contou à juíza que decidiu impedir a continuação em decorrência da forma truculenta como Giovani tratava os prestadores de serviço.
“Inclusive o Alan sugeriu que encontrássemos uma outra pessoa para fazer este papel do Giovani, já que o Giovani era truculento. Falei que a nossa questão não era nem mais substituí-lo, era acabar com as ilicitudes que vinham acontecendo. Ele me sugeriu que designasse o Fábio para isso, perguntou se eu autorizaria ela a designar outra pessoa, falei ‘em hipótese alguma’. Isso em janeiro de 2016, a partir daí se encerraram as operações ilícitas”, disse o ex-secretário à juíza.


Rêmora

Na primeira fase da ação, o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), apontou três núcleos de atuação: de agentes públicos, de operações e de empresários. O núcleo de operações, após receber informações privilegiadas das licitações públicas para construções e reformas de escolas públicas estaduais, organizou reuniões para prejudicar a livre concorrência das licitações, distribuindo as respectivas obras para 23 empresas, que integram o núcleo de empresários.


Por sua vez, o núcleo dos agentes públicos era responsável por repassar as informações privilegiadas das obras que iriam ocorrer e também garantir que as fraudes nos processos licitatórios fossem exitosas, além de terem acesso e controlar os recebimentos dos empreiteiros para garantir o pagamento da propina.


Já o núcleo de empresários, que se originou da evolução de um cartel formado pelas empresas do ramo da construção civil, se caracterizava pela organização e coesão de seus membros, que realmente logravam, com isso, evitar integralmente a competição entre as empresas, de forma que todas pudessem ser beneficiadas pelo acordo.

Nome

Agenda,2,Brasil,204,Coberturas,51,DESTAQUE,3,Esporte,7,Notícias,926,Polícia,8,Rosário Oeste,74,VÍDEOS,65,
ltr
item
Acontece MT: Ex-secretário diz que recebia R$ 20 mil de salário extra de Alan Malouf
Ex-secretário diz que recebia R$ 20 mil de salário extra de Alan Malouf
http://www.olhardireto.com.br/juridico/imgsite/noticias/2e09d692-6eb4-4fa1-a4f7-3167601c62c9.jpg
Acontece MT
https://www.acontecemt.com.br/2019/03/ex-secretario-diz-que-recebia-r-20-mil.html
https://www.acontecemt.com.br/
http://www.acontecemt.com.br/
http://www.acontecemt.com.br/2019/03/ex-secretario-diz-que-recebia-r-20-mil.html
true
7112361718051245540
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VER TODOS Leia Mais Responder Cancelar Excluir Por HOME PÁGINAS POSTS Ver Todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO BUSCAR TODOS Não foi encontrado nenhuma correspondente à sua busca! Voltar ao início Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb January February March April May June July August September October November December Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy