Temos que estar mais atentos com nossos colegas, diz médico após suicídio de enfermeiras

Foto: Jardel P. Arruda OD - Fabiana Mendes Diante do alerta sobre índices de depressão dos profissionais da área da saúde, o médico de famíl...

Foto: Jardel P. Arruda

Temos que estar mais atentos com nossos colegas, diz médico após suicídio de enfermeiras

OD - Fabiana Mendes

Diante do alerta sobre índices de depressão dos profissionais da área da saúde, o médico de família com pós-graduação em psiquiatria, Werley Silva Peres, afirma que eles dão sinais de que não estão bem, seja por meio da rede social ou até mesmo com comentários que demonstram descontentamento. “Todos nós, que estamos nessa área e lidamos com a dor e problemas a todo tempo, temos que estar mais atentos com nossos colegas de trabalho, eles dão sinais quando não estão bem”.


No último final de semana, duas enfermeiras cometeram suicídio em Cuiabá. Uma delas foi identificada como Anna Angélica Dorileo. A outra, cuja identidade não foi divulgada, já estaria fora do mercado de trabalho. Há dois anos, a enfermeira Cecília Victorazza, que foi professora no Centro Universitário de Várzea Grande (Univag) e fez mestrado pela Universidade Federal de Mato Grosso, também tirou a própria vida. Essas mortes trazem à tona o debate da saúde mental entre os profissionais da categoria.


Leia mais:
Suicídio: Conselho de Enfermagem admite dificuldades e cita esforço para melhorar qualidade de vida


De acordo com o médico, de uma forma geral, a depressão, esquizofrenia, ou qualquer outro tipo de surto psicótico influenciam no suicídio. Entretanto, um profissional que passa diariamente por estresse e carga horaria de trabalho elevada, acaba tendo mais chances de cometer suicídio. “Se não tratado, não acompanhado, a pessoa pode tentar se matar. Isso infelizmente acontece”, lamenta.


Durante período que atuou em um hospital psiquiátrico da capital, o médico observou alguns profissionais doentes. No entanto, eles acabavam sofrendo preconceito dos próprios colegas. Conforme Perez, falar que profissionais da saúde precisam ser tratados ainda é um tabu entre a categoria. “Justamente porque há um inconsciente coletivo de quem trabalha na saúde é forte e não pode adoecer jamais. O outro pode, mas o trabalhador da saúde, não. O profissional de saúde acha que é de ferro, que não adoece, que vai aguentar tudo”, acrescenta.


“Um profissional que trabalha na saúde mental, ele ainda está mais sujeito a adoecer, porque está lidando diretamente com sofrimento mental, problemas angustiantes e uma história de vida pesada. Se não tiver uma válvula de escape, como uma boa estrutura familiar, atividade física regular, uma rotina mais saudável, ele acaba adoecendo. Isso é comum com todos profissionais da área da saúde”, salienta.


Para Peres, a pessoa que pretende se matar dá vários indícios. “Frases do tipo ‘eu queria dormir e não acordar mais’, ou então ‘estou cansado de viver’, ‘não aguento mais essa vida’. Ela não fala ‘eu quero me matar’. Dificilmente fala isso”, pontua. Outros sinais seriam postagens em redes sociais. “Às vezes tem mensagens negativas ou subliminares. Uma musica depressiva, um texto muito pesado, que fala de final de vida”, afirma.


Em junho de 2018, a ‘Ordem dos Enfermeiros’ fez um alerta ao Ministério da Saúde sobre os altos casos de suicídio. Só naquele primeiro semestre, quatro profissionais da área já haviam tirado a própria vida.


Um estudo publicado pela Universidade do Minho em 2016 mostrou que um em cada cinco enfermeiros de Portugal apresentavam exaustão física e emocional, o chamado ‘burnout’, o que mostra que o problema não é específico do Brasil.


Diante do debate sobre suicídio, o presidente do Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso (Coren/MT), Antônio César Ribeiro, reconheceu que as condições de trabalho em que atuam os profissionais, podem influenciar no desenvolvimento da depressão. Contudo, pontuou os projetos de lei que tramitam na Câmara Federal para reduzir a jornada de trabalho, garantir piso salarial, descanso digno e aposentadoria especial.


Suicídio: Conselho de Enfermagem admite dificuldades e cita esforço para melhorar qualidade de vida


“Eu sou enfermeiro e entendo o suicídio como uma doença social. Não tem um único fato associado ao suicídio. Via de regra, está sempre vinculado a um processo de depressão. Esse processo de depressão, [dependendo do] meio onde eu vivo, essa minha doença pode melhorar ou piorar”, disse em entrevista ao Olhar Direto.


Após divulgação de uma nota de pesar do Coren, grande parte dos comentários eram de pessoas cobrando fiscalizações e estudos psicológicos sobre os profissionais. Sobre isso, o presidente citou um estudo em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), para avaliar o perfil e qualidade de vida dos profissionais após os 60 anos de idade. “A gente sabe o desgaste e temos investido nessa pesquisa. O resultado dela é uma forma do Conselho melhorar a sua atuação politica”, acrescentou.


Anna Angélica Dorileo


Anna Angélica Dorileo era enfermeira no Pronto-Socorro de Cuiabá


Leia abaixo a nota de pesar do Coren-MT:


NOTA DE PESAR
O Coren-MT vem a público demonstrar seu pesar pelo falecimento da enfermeira Anna Angélica Dorileo, ocorrido neste sábado (23). Ela atuava no Pronto Socorro Municipal de Cuiabá.
O Coren-MT estende suas condolências à família enlutada e a todos os colegas profissionais de enfermagem pela perda de mais uma grande profissional.

Nome

Agenda,2,Brasil,204,Coberturas,51,DESTAQUE,2,Esporte,7,Notícias,936,Polícia,10,Rosário Oeste,76,VÍDEOS,65,
ltr
item
Acontece MT: Temos que estar mais atentos com nossos colegas, diz médico após suicídio de enfermeiras
Temos que estar mais atentos com nossos colegas, diz médico após suicídio de enfermeiras
http://www.olhardireto.com.br/imgsite/noticias/_DSC0116(1)(1).JPG
Acontece MT
https://www.acontecemt.com.br/2019/03/temos-que-estar-mais-atentos-com-nossos.html
https://www.acontecemt.com.br/
http://www.acontecemt.com.br/
http://www.acontecemt.com.br/2019/03/temos-que-estar-mais-atentos-com-nossos.html
true
7112361718051245540
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VER TODOS Leia Mais Responder Cancelar Excluir Por HOME PÁGINAS POSTS Ver Todos RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO BUSCAR TODOS Não foi encontrado nenhuma correspondente à sua busca! Voltar ao início Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb January February March April May June July August September October November December Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy