Laboratório francês amplia colaboração para vacina contra Covid-19


Sanofi trabalha com a empresa americana Translate Bio e o grupo britânico GSK na busca pela solução da pandemia

Nesta terça-feira (23), o laboratório francês Sanofi anunciou que deve ampliar a sua colaboração com a empresa americana Translate Bio na busca por uma vacina contra o novo coronavírus. Em comunicado, os franceses afirmaram que vão investir 425 milhões de dólares, sendo US$ 300 milhões em espécie e os outros US$ 125 milhões em investimento de capital privado.

"Vemos uma grande promessa na tecnologia e na experiência da Translate Bio e acreditamos que a inclusão da plataforma de RNAm a nossa capacidade de desenvolvimento de vacinas nos ajudará na prevenção de doenças infecciosas, atuais e futuras", destacou Thomas Triomphe, vice-presidente do Sanofi.
O laboratório francês está trabalhando em duas vacinas para a Covid-19. A primeira, junto com a empresa americana, tem como base a tecnologia de RNA mensageiro. Os estudos clínicos devem ser iniciados ainda em 2020 e, em caso de dados positivos, pode ser aprovada no segundo semestre do ano que vem para produzir entre 90 e 360 milhões de doses anualmente.
ReproduçãoTestes de vacina da Universidade de Oxford começam nesta terça-feira (23) no Brasil. Foto: Reuters
A segunda é desenvolvida em parceria com o grupo britânico GSK, e possui tecnologia de DNA recombinante. Um pouco mais avançada que a anterior, esta já possui testes clínicos previstos para setembro e pode estar disponível ainda no primeiro semestre de 2021. Segundo o Sanofi, é possível produzir até um bilhão de doses por ano desta vacina.
Muitas outras vacinas estão em desenvolvimento, com algumas já estão na fase de testes clínicos. Nesta terça, a testagem da vacina da Universidade de Oxford foi iniciada no Brasil. Serão dois mil voluntários, divididos entre Rio de Janeiro e São Paulo.
Via: Uol

Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:


Postagem Anterior Próxima Postagem