Leitos de UTIS chegam a 100% de ocupação nos hospitais particulares de Cuiabá


Os leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) em Cuiabá, nos hospitais particulares, para tratamento de pacientes acometidos pelo coronavírus, chegaram a 100% de sua capacidade. Para as demais comorbidades, a taxa de ocupação está em 70%. 

De acordo com o Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso (Sindessmat), as entidades privadas, comprometidas com enfrentamento da pandemia, desenvolveram um plano de enfrentamento ao Covid-19, focado na eficiência em gestão.

Dentre as principais ações estão: treinamento contínuo das equipes; aumento na rigidez dos protocolos de segurança do paciente e ampliação dos leitos para atender a demanda por leitos hospitalares.

Entretanto, conforme a assessoria de imprensa, essa ampliação não pôde ser maior em razão da crescente no número de afastamentos de trabalhadores de saúde com suspeita ou confirmação do Covid-19. A falta de capital humano impede o aumento no número dos leitos. Isso impossibilita que o Hospital consiga ampliar ou otimizar a sua capacidade operacional.

O Sindessmat informou que espera que as medidas mais rígidas de isolamento, impostas pelos gestores públicos possam reduzir a curva de contágio e por consequência a demanda por unidades de terapia intensiva.

“A população precisa estar alerta e ciente das dificuldades por leitos hospitalares públicos ou privados na Capital. Os profissionais de saúde das unidades privadas rogam para que a população cuiabana cumpra de forma mais rigorosa as medidas de isolamento social”, informou o Sindicato. 

POR: OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem