Botelho comemora saída de unidade semi-intensiva: “o coronavírus já era”; veja vídeo


O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Eduardo Botelho (DEM), apresentou boa recuperação e deixou leito o semi-intensivo do Hospital Sírio-Libanês, onde vinha tratando da Covid-19. Em vídeo, ele fez questão de comemorar a melhora. “O coronavírus já era”, declarou.

Botelho ainda não teve alta. Ele agora segue para um quarto onde encerrará o tratamento com os medicamentos que vem recebendo e ainda passará por um período de observação antes de voltar a Cuiabá.

“Estamos saindo dessa unidade semi-intensiva. Estou saindo dessa unidade aqui e estou indo para um apartamento. Estou sendo liberado desses cabos e desse monitoramento todo e agora indo já para um apartamento aguardar mais uns dois ou três dias, ficar no antibiótico, depois ficar em observação e ai ir embora para casa. E o coronavírus já era. Já foi derrotado. Acabou, não me pertence mais. Esse já venci. Obrigado”, vibrou Botelho.

A comemoração se dá em decorrência da boa resposta que o presidente da AL teve diante do tratamento. Quando chegou a São Paulo, o democrata estava com 50% do pulmão comprometido.

Em vídeo anterior, o parlamentar relatou com surpresa a evolução da doença em seu organismo. Segundo ele, a ida para outro Estado foi uma “escolha” para não utilizar um leito que poderia ser requisitado por pessoas em Mato Grosso que não têm condição de receber o mesmo tipo de tratamento.

“Eu não previa sair de Cuiabá, muito menos ficar internado, eu entendia que a situação estava sob controle, mas o avanço [da doença] foi muito rápido, me pegou de surpresa. No último final de semana a situação se agravou muito, tive febres e calafrios muito fortes durante a noite, os analgésicos não resolviam e durante o dia, na segunda-feira, tive a informação que se continuasse evoluindo eu poderia precisar de um leito de UTI. 50% é um número bom para jogar na loteria, mas para jogar com a vida não”, disse o deputado.

Conforme já havia explicado o presidente da Assembleia Legislativa, os primeiros sinais da doença começaram a aparecer há cerca de uma semana. Botelho realiza exames periodicamente e o último deles, feito no dia 26 do mês passado, havia dado negativo. Por conta do diagnóstico equivocado, ele iniciou um tratamento para sinusite.

Dias depois, após realizar uma tomografia, Botelho recebeu o diagnóstico da Covid-19 e iniciou outro tratamento, desta vez com os remédios do chamado “Kit Covid”, entre eles a Azitromicina e a Ivermectina. Os remédios haviam sido prescritos pelo médico da Assembleia, Carlos Carretoni, que também está com Covid-19 e internado em São Paulo.

POR: OLHARDIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem