Com pontos turísticos já fechados, Chapada dos Guimarães terá lockdown


A cidade de Chapada dos Guimarães (67 quilômetros de Cuiabá) fechará, a partir do próximo domingo (12), o comércio não essencial e irá impor quarentena coletiva obrigatória para seus moradores. O município já está com seus pontos turísticos fechados para visitação e entrou na classificação e risco muito alta de contaminação do novo coronavírus. Sendo assim, o decreto estadual recomendatório será seguido pela prefeita Thelma de Oliveira (PSDB).

A informação foi confirmada ao Olhar Direto pela chefe da fiscalização da cidade, Iranise Pedroso. “Nós já estamos com os pontos turísticos fechados, como parques e cachoeiras. A partir do próximo domingo começamos o lockdown aqui, já que estamos com classificação muito alta de risco. Seguiremos o decreto do Estado”.

Sendo assim, apenas o comércio considerado essencial será liberado para funcionar na cidade. Além disto, a quarentena coletiva obrigatória também será imposta pela prefeitura. Sobre barreiras sanitárias, isso ainda será analisado pela autoridades.

Chapada dos Guimarães tem 86 casos de coronavírus em monitoramento, cinco mortes e 43 pessoas curadas da doença. A cidade está junta a outras 31 que entraram na classificação de risco muito alta de contaminação.

Além de Chapada, estão com esta classificação: Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis  Sorriso, Lucas do Rio Verde, Cáceres, Primavera do Leste, Tangará da Serra, Pontes e Lacerda, Sinop, Peixoto de Azevedo, Barra do Garças, Querência, Nova Mutum, Guarantã do Norte, Sapezal, Colíder, Tapurah, Campo Novo do Parecis, Vila Bela da Santíssima Trindade, Mirassol D’Oeste, Canarana, Porto Esperidião, Jaciara, General Carneiro, Vila Rica, Poconé, Matupá, Pedra Preta, Rosário Oeste e Alto Garças.

O sistema de classificação que indica o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades. Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana e os resultados são divulgados nos Boletins informativos da SES-MT.

Fiscalização

A Polícia Militar informou que está fiscalizando os pontos turísticos como parte do policiamento preventivo e cumprimento às medidas impostas. As ações são sempre em apoio às prefeituras.

Cuiabá e VG

Os municípios de Cuiabá e Várzea Grande concordaram em estender por mais sete dias a proibição do funcionamento de serviços não essenciais, durante audiência de conciliação, realizada nesta quinta-feira (09). O promotor de Justiça Alexandre de Matos Guedes, por sua vez, defendeu a prorrogação por 14 dias, conforme determina o Decreto Estadual.  O prazo foi atacado.

O MPMT argumenta que os municípios da área metropolitana da Capital ainda estão em situação de risco considerada "muito alta", de acordo com os termos do decreto estadual Nº 522/2020. O índice de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) é superior a 90% e ainda existe fila de espera por atendimento.

POR: OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem