Emanuel ainda se diz indeciso sobre reeleição e elogia Botelho: 'apresentaria ao meu grupo'


Ainda indeciso sobre tentar se reeleger no mês de novembro, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) elogiou o nome do presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Eduardo Botelho (DEM), e disse que poderia apresentá-lo ao seu grupo político, que já conta com onze partidos, caso resolva atender aos pedidos da primeira-dama Márcia Pinheiro para não participar da eleição.

Desde o ano passado, quando começou a ser questionado sobre um projeto de reeleição, o prefeito de Cuiabá tem desconversado e usado a justificativa de que sua esposa está pedindo muito para que ele não entre na disputa eleitoral, para que sua família possa descansar, após seus 30 anos de vida pública.

Ainda mantendo o discurso em 2020, a possível desistência em disputar a reeleição ganhou mais força com a chegada da pandemia do novo coronavírus em Cuiabá. Segundo o prefeito, vencer esta batalha é mais importante do que qualquer pleito.

“Uma eleição para o governo do Estado, municipal, está nas mãos de Deus. Tenho dito que este ano, minha eleição é contra o coronavírus e meu adversário é a Covid-19. Tenho explicado para os aliados isto”, disse Pinheiro, não descartando um apoio ao DEM, de seu desafeto político Mauro Mendes, que pode lançar o deputado Eduardo Botelho para prefeitura de Cuiabá.

“Não podemos entregar a cidade para aventureiros. Não sendo candidato, este grupo irá discutir um nome. O Botelho é um grande nome? Claro. É alguém que eu traria para apresentar ao grupo”, afirmou.

O presidente da Assembleia Legislativa, que também tem interesse em uma vaga no Tribunal de Contas do Estado (TCE), é um dos maiores nomes do diretório cuiabano do DEM, que garante que terá um candidato próprio para fazer oposição a uma possível candidatura de Emanuel Pinheiro.

Acontece que o próprio Botelho, assim como o ex-governador Júlio Campos e o senador Jayme Campos, dois dos principais líderes da sigla, em Mato Grosso, tem ótimo relacionamento com Emanuel Pinheiro, o que poderia facilitar uma composição.

A eleição deste ano irá acontecer no mês de novembro por causa da pandemia do Covid-19. Os candidatos, no entanto, só vão ser anunciados oficialmente nas convenções, agendadas para o mês de agosto.,


OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem