Governo adquire 400 mil testes rápidos e paga até 11 vezes mais barato


O Governo de Mato Grosso fez aquisição de 400 mil testes rápidos para a detecção da Covid-19. Deste total, 300 mil serão enviados ao 141 municípios. Os demais serão utilizados no Centro de Triagem da Covid-19, que será aberto pelo Estado nesta quinta-feira (23), na Arena Pantanal. Na compra, foi pago de 3 a 11 vezes mais barato que outros estados.

No total, o Governo já adquiriu 430 mil testes rápidos, uma vez que já havia comprado outra remessa de 30 mil – já distribuída. Conforme levantamento feito pelo Executivo junto aos Portais de Transparência, os preços praticados nos demais estados variaram entre R$ 55 a R$ 199 por cada teste.

Já o Governo de Mato Grosso conseguiu adquirir diretamente de uma fabricante chinesa, cujos testes estão devidamente certificados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Cada teste comprado pelo Estado custou US$ 3 dólares, ou seja, R$ 17,83, considerando frete e o valor do dólar pago nas aquisições.

“Temos que otimizar os nossos recursos. Sabemos que há uma escassez no mercado em relação à quase todos os insumos necessários à covid-19, e por isso precisamos nos esforçar para encontrar produtos de qualidade com o menor preço. Mais do que nunca precisamos aplicar bem cada centavo para salvar vidas”, ressaltou o governador Mauro Mendes.

Além disso, houve a doação de 100 mil testes feitos pela JBS, por meio do programa “Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o Mundo com Solidariedade”.

“Nós compramos 400 mil testes rápidos e recebemos outros 100 mil em doação da JBS, tendo neste momento 500 mil testes rápidos para serem aplicados na população. É provavelmente o maior volume proporcional à quantidade de habitantes. Somando aos PCRs que já fizemos até o momento, significa que 20% da população poderá ser testada com esse conjunto de testes, o que é uma testagem bastante significativa”, destacou.

OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem