"Hospital de campanha não está em nosso planejamento", diz secretário de Saúde de MT


Um dos assuntos mais comentados durante esse período de agravamento da pandemia da Covid-19 em Mato Grosso é a possível abertura de um hospital de campanha na capital. Nesta sexta-feira (10), o secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, voltou a ser questionado sobre o assunto e negou que exista a intenção de abrir uma estrutura provisória de UTIs para atender mais pacientes.

"Se depender da iniciativa do governo do estado, isso não está em nosso planejamento. Eu acabei de informar que vamos construir mais 204 leitos de UTIs em Mato Grosso. Eu disse que nós temos instalações prontas com equipamento no Hospital Santa Casa, em Várzea Grande mais 30 leitos de UTI equipados. Mas a maior dificuldade encontrada nesse momento não é equipamento. Agora é profissional e medicamento. Então construir um hospital em pelo menos 30 dias e depois de pronto não ter profissional, não vai funcionar", explicou o secretário.

A pergunta voltou à tona depois que o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) disse que estaria aberto para negociar junto ao governo estadual e federal a abertura de um hospital de campanha nas dependências da UPA do Verdão. 

Porém, a ideia do governo é estruturar as cidades de Mato Grosso para evitar a superlotação da capital. Atualmente, 60% dos atendidos em Cuiabá são do interior. "Não está no nosso planejamento a abertura e criação de um hospital de campanha. Porém, não restringe do prefeito abrir um hospital. Nosso planejamento é abrir mais 200 unidades nos próximos dias e ampliação de leitos de enfermaria também", concluiu. 

A novidade no atendimento para a população anunciada por Gilberto foi uma central de triagem e testes na Arena Pantanal, onde 20 médicos irão dar plantão nesse ponto, com atendimento voltado para pacientes sintomáticos e assintomáticos do Covid.

Lá, além da consulta médica, a população encontrará a teste rápida. Se o resultado for positivo, ele ganhará os remédios que ajudam no tratamento precoce da doença. Os detalhes desse atendimento será avisado na próxima semana pelo governo do estado. 

POR: OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem