Justiça nega pedido de liminar de Everson para rescindir com o Santos

Por Bruno Giufrida — São Paulo
 

A Justiça negou, em primeira instância, o pedido de liminar do goleiro Everson para deixar o Santos de graça. Agora, o jogador vai recorrer para tentar, mais uma vez, a liberação por causa de atrasos em salários, direito de imagem e FGTS.
A informação foi publicada inicialmente pelo UOL e confirmada pelo GloboEsporte.com.
O Santos deve a Everson mais de quatro meses de direitos de imagem e também 70% do salário dos últimos três meses – em maio, o clube fez corte nos vencimentos de todos os funcionários que recebem mais de R$ 6 mil, mesmo sem acordo com os jogadores, por causa da pandemia do novo coronavírus.
Everson entrou na Justiça contra o Santos  — Foto: Ivan Storti/Santos FC
Everson entrou na Justiça contra o Santos — Foto: Ivan Storti/Santos FC
Além de Everson, Eduardo Sasha também foi à Justiça para tentar a liberação do Santos por causa de atraso salarial. O caso do atacante, porém, ainda não teve resposta.
Postagem Anterior Próxima Postagem