Sinop: prefeita prorroga toque de recolher, comércio fechando às 21:30h e libera parcialmente aulas


A prefeita Rosana Martinelli (PR) prorrogou o período do toque de recolher até o dia 26 de julho. A medida, que restringia a circulação de pessoas e atividades comerciais entre às 21h e 5h, foi instituída no dia 17 de junho e perderia a validade neste domingo. Agora, as atividades deverão ser encerradas às 21h30.
O novo decreto assinado por Rosana também flexibilizou o funcionamento de parte do comércio. A partir de agora, bares, tabacarias, restaurantes, lanchonetes, conveniências, padarias e demais “estabelecimentos de gêneros alimentícios” podem voltar a funcionar com 50% da capacidade, limitando o máximo de quatro pessoas por mesa e dentro do horário estabelecido pelo toque de recolher. Eles ficaram fechados nos últimos 10 dias.
Atividades presenciais ensino infantil da rede particular, como hoteizinhos e berçários, foram autorizadas, facultando aos pais o envio dos alunos às unidades. A mudança vale também para atividades de pós-graduação, mestrado e doutorados. “É opcional”. “Não é obrigado a mandar seu filho para a aula”, disse. Já as aulas presenciais nos níveis fundamental, médio e superior da rede particular de ensino continuam suspensas até o dia 26.
O decreto ainda liberou as atividades religiosas, como cultos e missas (seguindo distanciamento nas igrejas e com medidas de proteção). A decisão final de retorno das celebrações presenciais é de cada igreja – a maioria tem transmitido missas e cultos pelas redes sociais. “Praticar a sua fé e ter o apoio espiritual nesse momento é fundamental”, disse Rosana.
“Faço um apelo ao comércio  para que se organizem, não permitam aglomerações nem dentro e nem na parte externa dos estabelecimentos. Com esses cuidados, e com o senso de responsabilidade e cidadania dos sinopenses, acredito firmemente que vamos superar a pandemia seguir trabalhando e avançando nas mudanças necessárias para o desenvolvimento de Sinop”, disse Rosana, há pouco. “Mesmo em meio à pandemia, continuamos crescendo, com abertura de mais de mil e oitenta empresas somente nos primeiros cinco meses deste ano. E na nossa administração, conforme a Revista Exame, colocamos Sinop na 26ª posição entre as 100 cidades melhores para se investir no pais.  Como não acreditar no nosso povo? Eu acredito no senso de responsabilidade de cada sinopense. No seu cuidado pessoal e seu amor próprio”, afirmou.
Ao flexibilizar as restrições, a prefeita citou as medidas adotadas no combate à pandemia, como, por exemplo, a entrega oficial de mais nove Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) exclusivas para tratamento do coronavírus, no Hospital Regional de Sinop, que ocorreu na sexta-feira.
A prefeita também encaminhou à câmara de vereadores um projeto de lei pedindo autorização à câmara de vereadores para contratação temporária de 89 funcionários. Os profissionais irão atuar na área da saúde, reforçando o combate à pandemia de coronavírus e substituindo os que estão em grupo de risco e foram afastados das funções.
 Só Notícias/Herbert de Souza (foto: assessoria - atualizada 18:29h)
Postagem Anterior Próxima Postagem