Suspensão de aulas presenciais em Cuiabá é prorrogada até o dia 2 de agosto


Secretaria Municipal de Educação de Cuiabá — Foto: Jorge Pinho/Prefeitura de Cuiabá

Novo documento cumpre medidas de segurança e prevenção estabelecidas no Decreto nº 7.849, que determinou a suspensão das atividades presenciais nas unidades educacionais do município diante da situação de emergência provocada pela pandemia.


Por G1 MT

As aulas presenciais em escolar municipais de Cuiabá continuarão suspensas até o dia 2 de agosto, conforme o novo decreto assinado pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), nessa sexta-feira (10). O Decreto nº 7.998, que dispõe sobre medidas emergenciais e temporárias de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus, deve ser publicado no Diário Oficial da próxima segunda-feira (13).


O novo documento cumpre medidas de segurança e prevenção estabelecidas no Decreto nº 7.849 de 20 de março deste ano, que determinou a suspensão das atividades presenciais nas unidades educacionais do município diante da situação de emergência provocada pela pandemia.

Conforme o decreto do dia 27 de abril, o retorno das aulas aconteceria na próxima semana, com a adoção de uma série de medidas de biossegurança. No entanto, devido ao atual cenária da pandemia na capital, a prefeitura decidiu prorrogar a volta às aulas de forma presencial.


Cuiabá possui 164 unidades educacionais na rede pública municipal.


De acordo com a prefeitura, são mais de 52 mil alunos, além de 55 mil alunos na rede privada, o que totaliza aproximadamente 107 mil estudantes.


Nas escolas estaduais, a previsão é que o retorno das atividades presenciais ocorra no dia 3 de agosto. Enquanto isso, a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) elaborou um plano para que aulas retornem de forma não presencial (online e off-line). O documento foi encaminhado para a Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Ministério Público Estadual (MPE) e representantes municipais.
Postagem Anterior Próxima Postagem