Bolsonarista usa recente popularidade e se apresenta como pré-candidato em Sinop


Ativista bolsonarista que saiu do anonimato este ano e teve grande repercussão na mídia, por conta de ser um dos alvos no inquérito das fake news, do Supremo Tribunal Federal (STF), o empresário Marcelo Stachin, de 34 anos, já tem se apresentado como pré-candidato à prefeitura de Sinop pelo PRTB, partido do vice-presidente da República, general Hamilton Mourão.
 
Sem nenhuma expressão política em Mato Grosso até o primeiro semestre de 2020, Stachin sempre teve interesse pelo meio e foi filiado, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por 14 anos no PSDB, partido de políticos tão criticados por ele, como o governador de São Paulo João Dória.
 
O empresário começou a ganhar visibilidade em Sinop em 2018, com o apoio incondicional ao até então candidato à presidência da República Jair Bolsonaro. Nos últimos meses, ele esteve constantemente em manifestações de apoio ao Governo Federal, em Brasília (DF).
 
No dia 27 de maio Stachin foi alvo de uma busca e apreensão da Polícia Federal, no inquérito que apura a produção e disseminação de fake News contra o STF. Ele não estava em sua residência no momento e se apresentou na superintendência da PF em Cuiabá, horas depois.
 
Já no mês de julho, ele teve as suas contas nas redes sociais bloqueadas por determinação do ministro do Supremo Alexandre Moraes, com a suspeita de ter ligação com a suposta organização que ficou conhecida como ‘gabinete do crime’.
 
Filiado ao PRTB desde fevereiro, o ativista tem aproveitado da popularidade recente e o crescimento de seguidores nas redes sociais, para disputar a prefeitura de Sinop.
 
Nos últimos dias o bolsonarista já tem se apresentado como pré-candidato em suas redes sociais, assim como tem feito críticas pontuais a possíveis a adversários nas urnas como o deputado federal Juarez Costa (MDB) e o empresário Roberto Dorner (Republicanos).

OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem