Conselheiro garante transparência em limpeza de gabinete para retorno de Valter Albano


O conselheiro substituto do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Moises Maciel, enviou nota repudiando a informação de que ele teria, antes de deixar a cadeira de conselheiro, retirado documentos e computadores para montar uma espécie de dossiê contra o conselheiro Valter Albano, que retornou ao cargo nesta quarta-feira (26).

Moisés sustenta que todo material foi retirado de forma transparente. "A verdade dos fatos é que após a decisão do STF que garantiu ao conselheiro Valter Albano o retorno às suas atividades, a assessoria de seu gabinete iniciou o natural processo de transição, com intuito de liberar o espaço físico para o retorno do conselheiro e equipe", explica o conselheiro.

Conforme informações apuradas pelo Olhar Direto, a retirada dos materiais foi feita de forma sigilosa e muito discreta. Por conta dessa hipótese, os policiais militares da própria Corte de Contas foram acionadas para fazer a supervisão do local e observar se a retirada ainda estaria sendo feita do gabinete. 

Confira abaixo a nota do próprio TCE e a seguir a divulgada pelo conselheiro à imprensa:

Nota do TCE


O Tribunal de Contas de Mato Grosso informa que a Secretaria de Administração e a Coordenadoria Militar do órgão acompanharam de forma técnica o processo natural de retirada de equipamentos e documentos do gabinete do conselheiro substituto Moisés Maciel.

Nota de Moisés Maciel

- De forma transparente, foram retirados a partir das 16h desta terça-feira (25) apenas pertences pessoais, como livros, revistas e materiais de escritório em geral.

- Lamentavelmente, informações falsas foram divulgadas por alguns veículos de comunicação com objetivos espúrios e totalmente estranhos ao Controle Externo, verdadeira razão de existir da Corte de Contas. O Corregedor Geral do Tribunal de Contas reitera que sua missão institucional e pessoal inclui a preservação da harmonia institucional pautada pelo respeito e urbanidade na convivência com todas as pessoas. 

- Moises Maciel reforça o seu real sentimento de apreço pelo conselheiro Valter Albano, por quem possui elevada estima e admiração, que foi responsável por lhe dar posse ao cargo de conselheiro substituto, pelo que repudia qualquer tentativa dezarrazoada de fabricação de intrigas e mentiras infundadas. 

- O conselheiro substituto enfatiza que seu ânimo é de gratidão, respeito e júbilo pela trajetória vencida nestes últimos três anos de acumulação constitucional dos cargos de Conselheiro Sibstituto e Conselheiro Interino. Destaca que além disso, nesse período, atuou como Presidente de Câmara, Superintendente da Escola de Contas e Corregedor Geral. 

Consigna, também, que mesmo diante dessas intimidações e ataques a sua integridade funcional, em nada abala a sua seriedade, zelo, ética, compromisso com o Estado de Mato Grosso, reafirmando que dentro do Tribunal de Contas se dedica apenas a atuar arduamente no exercício do Controle Externo, a verdadeira missão institucional.

Conselheiro substituto Moisés Maciel, Corregedor Geral do TCE-MT

OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem