Disque Denúncia auxilia PM em operações de combate ao crime; 700 chamadas em sete meses


Em sete meses foram 700 registros catalogados que resultaram na prisão de criminosos e drogas tiradas de circulação - Foto por: PMMT


O serviço é destinado ao recebimento de informações dos cidadãos sobre crimes aos quais tenham conhecimento e possam auxiliar o trabalho da polícia para melhorar a qualidade de vida da população


Maricelle Lima Vieira | PMMT

De janeiro a julho, a Diretoria da Agência Central de Inteligência da Policia Militar (DACI) registrou 700 ocorrências do Disque Denúncia - 0800.65.3939.

Foram situações diversas, entre elas, as capturas de foragidos da justiça de alta periculosidade, caso dos procurados nos estados de Minas Gerais, São Paulo e Goiás – com auxílio da ferramenta.

Ao todo foram seis foragidos que voltaram as unidades prisionais. No período, saíram de circulação 34 quilos de drogas e 17 pessoas foram presas.

Na prática, a prisão de uma quadrilha ocorrida no dia 15 de março nas cidades de Sinop e Sorriso, foi devido ao 0800. Os cinco homens detidos furtaram uma agência em Marcelândia. Com a informação passada via o Disque Denúncia iniciou um trabalho que envolveu vários policiais.

Na ação, foram montadas barreiras na BR-163, teve perseguição e troca de tiros. No fim, dois veículos, uma Hilux e um Voyage, foram apreendidos, além de várias ferramentas usadas no crime.

Outra situação foi à prisão de quatro mulheres no bairro Santa Izabel, em Cuiabá, por tráfico de droga e estelionato. A denúncia apontava uma casa como ponto de uma quadrilha que aplicava golpe de venda pela internet. Na ação, foram apreendidos três notebooks, além de vários chips de celular, além de porções de maconha. 


Quadrilha desmantelada graças ao Disque Denúncia Foto: PMMT

Exemplo também da prisão de um homem, na área central de Cuiabá. A informação descrevia que o suspeito estaria traficando a duas semanas em uma das ruas mais movimentadas da região, a Antônio Maria. O criminoso sempre agia da mesma forma. Ele entrava em um edifício pegava algo e retornava.

As características do suspeito e seu modus operandi foram passadas a equipe da Cavalaria que O prendeu com porções de droga e dinheiro.

Denunciante

Foi à situação de uma dona de casa que usou o Disque Denúncia depois de passar meses se sentindo acuada. Ela contou que não aguentava mais as bebedeiras e uso de droga dos vizinhos, mas se sentia acuada em denunciar com medo de represália. Foi quando soube que não precisava se identificar e registrou sua reclamação no 0800. Em pouco tempo, uma viatura foi até o local. Na ocasião, os policiais encontraram droga e menores alcoolizadas. A senhora disse se sentir aliviada e recomenda o serviço.

O Diretor da DACI, tenente-coronel Fábio de Souza Andrade explica que o serviço é destinado ao recebimento de informações dos cidadãos sobre crimes aos quais tenham conhecimento e possam auxiliar o trabalho da polícia para melhorar a qualidade de vida da população.

“As denúncias feitas são anônimas, ou seja, o denunciante não precisa se identificar. Por meio da informação anônima, a polícia fica sabendo dos acontecimentos criminosos ou perigosos feitos por pessoas de má índole”.

Ele acrescenta que o foco do serviço é o atendimento de denúncias anônimas de crimes permanentes que acontecem por tempo indeterminado como tráfico de drogas, foragidos da justiça, entre outros – que resultem em situação de investigação e, não, de situações emergenciais.

O serviço funciona com uma central de atendimento 24 horas. Cada informação é registrada e encaminhada para uma equipe analisar e encaminha às unidades policiais locais, para que realizem a verificação dos fatos e adotem os procedimentos pertinentes.

Nos casos de urgências e emergências devem ser usados os números 190 da Polícia Militar, 193 do Corpo de Bombeiros, 192 do Samu e 197 da Polícia Civil.


Material apreendido com cinco homens que furtaram agência bancária no interior Foto: PMMT
Postagem Anterior Próxima Postagem