Fechado com os Campos, Leitão se reúne com Mendes, mas prevê apoio do governador a Pivetta


O pré-candidato a senador, na eleição suplementar desse ano, Nilson Leitão (PSDB) esteve no Palácio Paiaguás, na tarde de quinta-feira (20), para fazer uma visita de cortesia ao governador Mauro Mendes (DEM). O tucano prevê que por conta da amizade e proximidade, o chefe do Executivo tende a declarar seu apoio ao seu vice, o empresário Otaviano Pivetta (PDT). 

Nilson já garantiu apoio dos Campos e confirmou que o ideal seria Mauro caminhar com o restante do Democratas, mas ele entende perfeitamente que o gesto de amizade e lealdade do governador com o vice pode fazer com que ele esteja com Pivetta. 

"É natural, ne? Ele tem o vice como pré-candidato. Com certeza o governador deve pedir liberação do Democratas para poder caminhar com o Pivetta. Lealdade e gratidão não tem prazo de validade. Eles são amigos há muito tempo e isso deve gerar um apoio nessa campanha sim", disse Leitão. 

Segundo o pré-candidato, que apesar de ser do PSDB, está com Júlio Campos, Jayme Campos e Dilmar Dal Bosco (DEM) em sua base de apoio, o motivo da visita seria se colocar à disposição do governador e estreitar um possível relacionamento futuro, caso ele venha a se eleger senador. 

Leitão ainda frisou que está com todo plano de trabalho pronto e após as convenções irá começar a pedir votos nas bases municipais. Ele ainda disse que o apoio de dois senadores em sua chapa, deixa o seu grupo ainda mais fortalecido. 

"Tenhos dois senadores municipalistas comigo. Tenho o apoio do Dilmar e do Júlio que são pessoas muito bem quistas por esse Mato Grosso. A nossa caminhada e nossa campanha será forte. Contaremos com um trabalho pró-estado, sempre com projetos que irão ajudar Mato Grosso crescer. Não vamos fazer oposição a nada quando o assunto for melhoria para cá", comentou.

OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem