PSDB fará votação interna para escolher entre Nigro, Paulo Borges e Dorileo para Prefeitura de Cuiabá

Dorileo Leal é um dos pré-candidatos do PSDB



O PSDB em Cuiabá irá realizar uma votação interna para definir quem irá representar o partido nas eleições em novembro. A avaliação será feita em torno dos nomes de Luiz Carlos Nigro, João Dorilêo Leal e do ex-presidente da sigla no Estado, Paulo Borges. Todos já se descompatibilizaram de suas funções profissionais e aguardam a definição dos correligionários para iniciar a campanha.

Apesar do inchaço de pré-candidatos, Nigro disse ao Olhar Direto que não há “racha” no PSDB e que a grande quantidade de nomes evidencia tão somente uma “vantagem” do partido, que dispõe de vários quadros. Ainda não há data marcada para que o plebiscito dentro da sigla ocorra.

Até então, o PSDB já trabalhava a pré-candidatura de Nigro, mas durante a pandemia o empresário Dorilêo Leal procurou a Executiva do partido e expôs sua pretensão em entrar na disputa. Paralelo a isto, Paulo Borges também se colocou à disposição para concorrer ao cargo de prefeito da Capital.

Nas últimas eleições municipais, Dorilêo Leal já havia tentado entrar na disputa, mas problemas com sua descompatibilização o impediram. Conforme Nigro, estas questões já estariam resolvidas. Dorilêo é proprietário do Grupo Gazeta de Comunicação em Mato Grosso e responsável pela direção geral de todos os veículos de comunicação do grupo no Estado.

Paulo Borges vem mais silencioso. Vereador por Cuiabá entre 2009 e 2012 e presidente do PSDB em Mato Grosso até o início deste ano, ele ainda não se manifestou publicamente sobre sua vontade de ser candidato, mas conversou com dirigentes da sigla que concordaram em testar seu nome junto ao dos demais.

Importante lembrar que, desde o início das articulações tanto para as eleições municipais como para a suplementar ao Senado, o PSDB se mostrou dividido. Durante a posse da nova diretoria do partido no Estado, em fevereiro, as principais lideranças da sigla lavaram a roupa suja em frente de toda a imprensa. As divergências, inclusive, resultaram na saída do ex-governador Pedro Taques (SD) da agremiação.

No início do ano, com a pré-candidatura de Nigro até então definida, parte dos filiados, que integram a base do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), defenderam também que a sigla tucana apóie uma eventual reeleição do emedebista.


OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem