Sem definições, Democratas adia reunião com cúpula para tratar prefeitura e Senado


A reunião que estava marcada para acontecer nesta quarta-feira (26) entre a cúpula do Democratas, em Cuiabá, não irá ser realizada novamente. O motivo, mais uma vez, é que ainda não há consenso quanto ao nome a ser indicado para concorrer à Prefeitura de Cuiabá, bem como sobre a possibilidade de suplência na chapa de Nilson Leitão (PSDB), que vai tentar a vaga de senador na eleição suplementar.

Mesmo sem acordo, a cúpula também espera a total recuperação de Eduardo Botelho (DEM), que está viajando para São Paulo, onde trata sequelas da Covid-19. Por conta disso, uma nova data foi colocada em discussão: quinta-feira da próxima semana.

Para a diretoria estadual do PSDB, o adiamento frusta os planos de Leitão. Isso porque o tucano afirmou durante a coletiva de imprensa da última semana que tem a intenção de realizar a convenção já no começo do período permitido. Sem a resposta do DEM, se irá ou não compor, o ex-deputado pode até fazer sua convenção, porém, não pode registrar sua chapa sem que todos os líderes democratas batam o martelo e decidam se haverá mesmo essa coligação.

Vale ressaltar que a ida de Júlio Campos, juntamente com seu irmão Jayme Campos e o deputado Dilmar Dal Bosco, para o bloco de apoio ao candidato tucano causou muitos boatos e alvoroço dentro do Democratas. Tudo porque Júlio Campos foi convidado para ser suplente e o governador Mauro Mendes ainda não ter escolhido entre apoiar Otaviano Pivetta (PDT) e o senador interino (PSD).

OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem