Suspeito de ter intermediado morte de advogado em MT é preso em SP


Após cinco meses, a Polícia Civil de Mato Grosso prendeu, nesta segunda-feira (24), um homem suspeito de ter intermediado negociações entre mandante e executores da morte do advogado Milton Queiroz Lopez, 51 anos, ocorrida no mês março deste ano, no município de Juara (a 690 quilômetros de Cuiabá).

O suspeito, de 54 anos, foi encontrado tomando sol, durante diligências em uma residência em Presidente Prudente (SP). Ele foi preso preventivamente e recambiado para Mato Grosso. Conforme as investigações, ele teria recebido R$ 150 mil e repassado um terço do valor aos executores. 

No dia da morte do advogado, a Polícia Militar de Juara conseguiu prender os dois suspeitos. Ambos foram detidos pela Força Tática. A arma usada no crime também foi apreendida. 

“Mesmo com a prisão dos autores diretos do assassinato, as investigações nunca cessaram para a apuração e responsabilização dos mandantes e demais partícipes e coautores do crime”, informou o delegado de Juara, Carlos Henrique Engelmann.

O homem preso em Presidente Prudente morava em Sinop e após as investigações do homicídio, fugiu do estado. Ele deverá ser recambiado de São Paulo para Mato Grosso.

A execução

As imagens de uma câmera de segurança mostram a vítima sentada em seu escritório, enquanto o suspeito está logo a sua frente. Milton ainda correu em direção à rua, mas não resistiu, caiu na calçada e morreu.

OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem