9 MESES DEPOIS: Polícia prende dois envolvidos na execução de engenheiro agrônomo

 



Wiliam Gonçalves de Oliveira e Wesley Aparecido Jose Moraes, de 22 anos, possuem passagens por tráfico de drogas e homicídio qualificado


REPORTERMT

Nove meses após o assassinato do engenheiro agrônomo Vinicius Augusto de Souza, de 25 anos, a Polícia Civil prendeu, na tarde de terça-feira (29), os dois acusados pelo crime. Wiliam Gonçalves de Oliveira e Wesley Aparecido Jose Moraes, de 22 anos, possuem passagens por tráfico de drogas e homicídio qualificado, respectivamente.

De acordo com o delegado Eugênio Rudy Júnior, os acusados vinham sendo investigados e haviam prestado depoimento à polícia. Após isso, Wesley foi para Itanhangá (450 km de Cuiabá) e tentou se esconder.

Durante o cumprimento da prisão, Wesley saiu correndo tentando fugir dos policiais, mas acabou sendo detido. William foi preso em Colíder (650 km de Cuiabá).

Vinicius Augusto de Souza foi morto com mais de cinco tiros. O crime aconteceu no dia 28 de dezembro de 2019 em Colíder. Vinicius estava em uma lanchonete quando foi atacado por Wesley e William.

Após ser atingido pelos tiros, Vinícius correu para pedir ajuda em uma farmácia próxima ao local, mas caiu no chão do estabelecimento e morreu.

Postagem Anterior Próxima Postagem