Além do TikTok: Trump se prepara para banir mais apps chineses nos EUA


 

Que os EUA estão doidinhos para banir o TikTok do país, todo mundo já sabe. Agora, de acordo com o secretário de estado Mike Pompeu, a Casa Branca também tem planos para eliminar outros aplicativos de origem chinesa do país, incluindo o famoso mensageiro instantâneo WeChat. Ao canal norte-americano Fox News, o político ressaltou, no último domingo (2), que tais medidos visam a segurança e a privacidade dos estadunidenses.

“Essas empresas de software chinesas fazendo negócios nos Estados Unidos, seja o TikTok ou o WeChat — existem várias outras… Estão alimentando dados diretamente para o Partido Comunista da China, seus aparatos de segurança nacional”, explicou o assessor, citando diretamente os planos do presidente Donald Trump.

“O presidente Trump disse ‘já basta’ e nós vamos consertar isso, e ele tomará medidas nos próximos dias com respeito a uma série de riscos de segurança que são apresentados por softwares conectados ao Partido Comunista da China”, conclui Mike. Detalhes sobre esse plano de ação, porém, não foram revelados pelo secretário.

A respeito especificamente do TikTok, a Casa Branca pretende trabalhar com duas possibilidades: ou a divisão norte-americana do app será comprada pela Microsoft ou o serviço como um todo será banido. “O presidente ou pode forçar a venda ou pode bloquear o app. Não vou comentar sobre minhas discussões específicas com o presidente, mas todos concordam que ele [o app] não pode existir da forma atual”, ressalta Mike.

Vale lembrar que, recentemente, a Kunlun — empresa chinesa responsável pelo app de relacionamentos Grindr — se viu obrigada pelo Comitê de Investimentos Estrangeiros dos EUA a vender suas operações norte-americanas para o grupo de investimento estadunidense San Vicente Acquisition, como uma forma de garantir que dados de usuários locais não fossem transferidos para servidores asiáticos.

Fonte: MSPowerUser

Postagem Anterior Próxima Postagem