Em MT, Onyx diz que coronavírus foi “presente grego da China”, mas presidente deu a melhor resposta


 

Em Mato Grosso para a assinatura da adesão ao ‘programa de aquisição de alimentos do Governo Federal’, o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, participou na manhã desta segunda-feira (28) de uma reunião com o governador Mauro Mendes (DEM) e diversos deputados e senadores no Palácio Paiaguás. Na ocasião, ele lamentou que o Brasil tenha recebido um “presente grego da China”, mas elogiou o enfrentamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) diante da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).


Leia também:
Mato Grosso alcança 3400 mortes por Covid-19 e ultrapassa os 120 mil casos

“Enfrentamos no ano passado o desafio de colocar a casa em ordem, parecido com o que aconteceu em Mato Grosso”, afirmou o ministro. “O Brasil projetava um ano de 2021 de grande crescimento e geração de renda, mas lamentavelmente recebemos esse presente de grego que veio da China, pro mundo e pro Brasil”.

“O Presidente Bolsonaro, desde o primeiro momento, foi uma das poucas vozes de líderes mundiais que em março dizia: tem que haver equilíbrio entre a proteção a vida, combate a enfermidade e à proteção da economia. E não faltaram recursos a estados e municípios”, completou o ministro.

Neste novo programa do Governo Federal, serão investidos R$ 10,6 milhões em Mato Grosso para a compra de alimentos produzidos pela agricultura familiar, com dispensa de licitação, e que serão destinados às pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional.

Onyz explicou que os recursos enviados este ano, por meio do convênio com o governo estadual, são de R$ 5 milhões de convênios, sendo R$3.795.000 de medidas emergenciais da Covid. Há ainda uma complementação de R$1.265.000, e parte vinda da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) que fará a ponte com as cooperativas. O valor será utilizado para comprar alimentos da agricultura familiar, atingindo cerca de mil produtores em 58 muncípio de Mato Grosso, e distribuí-los para de  120 a 150 mil pessoas.

Enfrentamento à pandemia

O ministro Onyx Lorenzoni elogiou a criação do auxílio emergencial, e ainda declarou que o presidente ajudou a enfrentar a pandemia ao enviar recursos aos estados e municípios e também ao defender a hidroxicloroquina.

“Hoje países muito mais desenvolvidos olham pro Brasil e querem conhecer o SUS, porque o Brasil conseguiu uma resposta que nenhum outro pais conseguiu”, afirmou. Outro elogio foi em relação à forma encontrada pelo Governo para pagar o auxílio emergencial, por meio de aplicativo, o que ele declarou como sendo mais evoluída do que a ação de outros países, que enviaram cheques para as famílias em suas casas.

OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem