ABANDONADO POR VICE Aécio: Abílio me traiu, já está loteando secretarias e enganando a população


 

Segundo Aécio, seu vice, professor LAC, teria desistido por já estar acertado com Abílio em assumir Educação, em caso de vitória



O candidato a prefeito de Cuiabá, Aécio Rodrigues (PSL) afirmou que seu adversário, Abílio Júnior, já está  loteando secretarias, caso seja eleito, para cooptar aliados. Aécio diz que Abílio engana a população. 

Segundo Aécio, por esse motivo teria sido abandonado por seu vice, o professor LAC (PRTB), que deixou a disputa e passou a declarar apoio à candidatura de Abílio.

A declaração do candidato foi feita durante entrevista ao vivo no Instagram do site RDNEWS.

“Sei bem como o jogo é pesado entre essas pessoas. Eu, que sou um pouco novo nesse ambiente, acabo sendo covardemente apunhalado por outros candidatos que não respeitam sequer uma chapa. Ele (Professor LAC) me passou que era problemas pessoais, mas todos já viram que não, foram interesses pessoais. Ele teve uma proposta de outro candidato, que me parece acha que já ganhou a eleição, o Abílio. Teve proposta de secretaria de Educação, pelo que vi”, declarou.

Aécio disse se sentir traído por ter confiado que Abílio representasse a nova política e na verdade, segundo ele, mantém velhas práticas e engana a população. 

Abílio negou as acusações do adversário Aécio. Em nota, ele diz que sua "trajetória política não é marcada por acordos" e que sempre prezou por "mandato sem amarras". 

Veja o vídeo:

Leia íntegra da nota:

"Isso é mentira. Minha trajetória política não é marcada por acordos. Sempre prezei pela liberdade, pelo mandato sem amarras. Do contrário, seria mais um pau-mandado ali na Câmara. Sempre procurei o diálogo para o melhor pra cidade, não para um grupo 'X' ou 'Y'. Levo a minha candidatura com o mesmo propósito. O professor Luiz Lac me procurou, disse acreditar no nosso projeto, no nosso plano de governo. Outros vereadores do partido dele também queriam somar conosco. Gente, eu sou candidato, aquele que quer me apoiar que venha. Mas sempre fui muito claro. Não faço acordos particulares com grupos políticos ou empresarias. O meu acordo é com a população pra termos uma Cuiabá melhor para as pessoas".

Postagem Anterior Próxima Postagem