ASSEDIADOR DA LOJA GIGA: Homem flagrado apalpando nádegas deixa delegacia camuflado e ameaça jornalista


 

"Se filmar eu aqui, eu vou processar você, jornalista”, disse o homem ao deixar o local; na loja, a funcionária reabastecia prateleiras quando o homem apalpa as nádegas dela.


DO HIPERNOTÍCIAS

Flagrado por ter “passado a mão” nas nádegas de uma funcionária da Loja Giga, Adailton Antônio da Silva, de idade não revelada, foi ouvido pela delegada titular da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Jorzileth Criveletto Magalhães e deixou a unidade pela porta da frente.

O suspeito deixou o prédio camuflado com máscara, na tarde desta segunda-feira (26) e ameaçou processar repórteres. Adailton chegou à delegacia por volta de 11 horas. Acompanhado pela sua advogada, o suspeito falou com a delegada por aproximadamente 1 hora e meia.

Depois do depoimento, o homem deixou a delegacia, mas ao perceber a presença da reportagem ficou na parte interna da unidade por alguns minutos. Entretanto, logo mais saiu “escoltado” por conhecidos.

Com uma máscara, toca, capuz e óculos, ele entrou rapidamente no veículo que o aguardava do lado de fora.

“Se filmar eu aqui, eu vou processar você, jornalista”, disse o homem ao deixar o local. De acordo com a Polícia Civil, ele não foi preso, pois a Justiça ainda não expediu o mandado de prisão contra Adailton.

O ato foi registrado por uma câmera de segurança do estabelecimento. A funcionária estava reabastecendo às prateleiras do corredor quando o suspeito se aproxima por trás da mulher e apalpa as nádegas dela. 

Enquanto a vítima agacha para pegar uma mercadoria, o Adailton passa a mão em suas partes íntimas. Ele registrou a ação em seu aparelho celular. Após perceber o abuso, a funcionária chamou o fiscal da loja e contou sobre o ocorrido. As gravações das câmeras de segurança foram entregues à Polícia Civil e a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher investiga o caso.

Postagem Anterior Próxima Postagem