Blitzes da Lei Seca voltarão com frequência ainda maior após número de pessoas dirigindo embriagadas aumentar


 

O titular da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), Christian Cabral, adiantou que as blitzes da Lei Seca voltarão com uma frequência ainda maior do que antes da pandemia. Isso porque, durante este período e, principalmente após a flexibilização, aumentou o número de condutores dirigindo embriagados pelas ruas de Cuiabá e Várzea Grande.


Leia mais:
Blitz da Lei Seca prende cinco motoristas e autua 47 em Várzea Grande
 
“O número de pessoas conduzindo embriagadas é extremamente elevado. Registramos aumento muito alto nesse período. Voltaremos com uma frequência até maior do que antes da pandemia, para poder dar um recado para a população. Estaremos operando com intensidade maior para reestabelecer o direito de circular do cidadão”, disse o delegado em entrevista ao Olhar Direto.
 


Christian também aproveitou para comentar sobre as mudanças do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), instituídas neste ano. Ele avaliou que a maioria delas foi bastante prejudicial, como a questão do aumento no número de pontos para que o condutor perca a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Porém, elogiou a rigidez com os motoristas embriagados.


 
“Uma coisa que o Congresso implementou boa é ligada a embriaguez. Todos sabem que a questão de dirigir embriagado é severa. Com a mudança, o condutor que se envolver estando embriagado e tiver vítimas lesionadas ou que forem a óbito, terá de cumprir a pena encarcerado. Além de todo rigor da multa altíssima, perda do direito de dirigir por 12 meses e prisão. Depois do processo, terá que pagar a pena a qual for condenado”, finalizou.
 
Levantamento que consta no Anuário Estatístico de Trânsito do Estado de Mato Grosso – 2020 aponta que o Estado teve uma média superior a quatro motoristas presos embriagados em blitzes da ‘Lei Seca’ no ano de 2019. Ao todo, foram 155 pessoas detidas com o limite superior ao permitido no ano passado.
 
Nas duas últimas blitzes da Lei Seca realizadas em Cuiabá e Várzea Grande, nos dias 0 de outubro e 27 de setembro, dez pessoas foram presas por embriaguez ao volante, sendo cinco em cada uma delas.

OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem