Coronel Fernanda diz que vai emprestar saia para Medeiros buscar apoio de Bolsonaro


 

A coronel Fernanda, candidata ao Senado pelo Patriota, subiu o tom nesta quinta-feira (8) ao falar sobre a disputa instalada na direita pelo apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Questionada sobre o adversário José Medeiros (PODE), ela disparou: “Se o Medeiros quiser eu vou emprestar uma saia minha para ele ficar de igual comigo, porque o presidente já falou que vai apoiar uma mulher”.


Leia também:
PUBLICIDADE

Juiz dá prazo de 24h para candidato a suplente remover vídeo com ofensa a coronel Fernanda

A entrevista foi dada ao Jornal da Capital, na Rádio Capital FM, na manhã desta quinta-feira (8). A coronel não mediu palavras para falar tanto de Medeiros quanto do candidato à prefeitura Roberto França (PATRI), que teria participado de um evento junto a outro candidato, o atual senador interino Carlos Fávaro (PSD), o que Fernanda classificou como traição.

A troca de farpas com Medeiros começou quando a coronel foi questionada sobre candidatos que diziam que ela estaria usando o nome de Deus para fazer política. Em um áudio que roda as redes sociais, Medeiros afirma que a coronel chegou a dizer a Bolsonaro que Jesus Cristo havia revelado que ela iria ganhar a eleição.

A coronel respondeu que quem disse que ela usa o nome de Jesus não respeita a religião de ninguém. “Esses outros candidatos têm que pedir perdão, porque demonstra que eles não respeitam ninguém. Cada pessoa tem sua religião, eu aprendi a respeitar isso”, afirmou. E ainda disse: “Está parecendo aquelas mulherzinhas que não têm preparo nenhum”.

Logo depois, a repórter foi mais clara e citou o nome de Medeiros. Foi quando Fernanda afirmou que, se ele quisesse, lhe emprestaria sua saia. “Se ele quiser ficar igual a mim eu empresto para ele a minha farda, que tem saia, eu empresto para ele se realizar. Porque se ele não está realizado como cidadão, que ele vá fazer outras coisas, porque o presidente foi claro, é uma mulher [que ele vai apoiar]. A não ser que ele queira mudar. Mas se ele tiver algum problema com isso aí, eu empresto para ele a minha saia, e empresto para ele a minha farda e ele vai lá discutir”, disse.

“Ele me respeite, porque até hoje eu não faltei respeito com ele. Até hoje não faltei respeito com nenhum candidato. Sempre me mantive numa postura adequada, sempre me mantive numa postura serena e estou me mantendo. Mas eu já estou perdendo um pouco a paciência, porque ao invés de as pessoas tentarem construir, estão tentando desconstruir”, completou a candidata.

OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem