HOSPITAL MUNICIPAL DE CUIABÁ: Enfermeiro acusado de estuprar paciente na UTI continua trabalhando


 

Segundo a assessoria de imprensa, as investigações da polícia ainda estão em andamento e, por isso, nenhum servidor foi afastado


REPORTERMT

O enfermeiro acusado de estuprar uma paciente de 45 anos, dentro da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), não foi afastado pela direção da unidade e continua trabalhando. O estupro teria ocorrido na madrugada de sábado (17). A informação é da assessoria de imprensa do HMC, que afirmou que as investigações estão em curso. 

Em nota, foi informado que a vítima recebeu apoio psicológico e o coquetel de medicação ministrado em caso de violência sexual, para prevenir doenças sexualmente transmissíveis. 

Segundo a assessoria, o funcionário ainda não foi identificado e, por isso, nenhum dos servidores que estavam de plantão quando teria ocorrido o crime denunciado, sendo cinco técnicos de enfermagem, um fisioterapeuta, dois enfermeiros, um médico e um supervisor que cuida de todas as UTIs, foi afastado. 

Conforme apurou o , a equipe estaria no descanso e apenas um enfermeiro estava na UTI no momento em que a mulher foi vítima de violência sexual.

A paciente acordou com o ânus sangrando e uma secreção na vagina, após receber suposto atendimento  noturno.  A vítima denunciou o caso ao médico de plantão que chamou a polícia. 

O estupro é investigado pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher.

Veja nota na íntegra: 

Em relação ao suposto caso de estupro no Hospital Municipal de Cuiabá, a Secretaria Municipal de Saúde informa:

-A diretoria do HMC, assim que soube da situação, chamou imediatamente a polícia, que esteve no local e colheu informações para investigar o caso e está à disposição para colaborar com o que for necessário nas investigações. 

-A paciente teve acompanhamento psicológico e recebeu as medicações indicadas no protocolo para este tipo de situação.

-O HMC ressalta que na UTI onde a paciente estava internada fica sempre uma equipe de plantão composta por 5 técnicos de enfermagem, 1 fisioterapeuta, 2 enfermeiros, 1 médico e 1 supervisor que cuida de todas as UTIs.

Postagem Anterior Próxima Postagem