Imagens mostram PMs atirando em motociclista e contradizem versão de morte; veja


 

Imagens de uma câmera de segurança flagraram o exato momento em que policiais militares de Chapada dos Guimarães (60 quilômetros de Cuiabá) atiram contra o jovem Jonathan da Silva Rosário, de 23 anos. O fato ocorreu na noite de quarta-feira (30), quando o rapaz voltava da casa da namorada. Os PMs alegaram que ele estava em alta velocidade e fazendo “algazarras”.


Leia mais:
Jovem é morto pela PM por não parar moto quando voltava da casa da namorada
 
No vídeo, é possível ver que os dois policiais estão ao lado da viatura, parados e embaixo de uma árvore. Em dado momento, o jovem aparece na imagem e os PMs correm em sua direção.

A vítima parece se assustar e joga a motocicleta para um pouco para a direita, na tentativa de desviar. Também é possível notar que ele ainda chegar a frear o veículo.


 
Um dos policiais chega a chutar a motocicleta. Já o outro, aparece apontando a arma para o jovem desde o momento em que sai de trás da viatura. O disparo, que acertou a coxa de Jonathan da Silva, teria acontecido justamente neste momento.
 
As imagens vão contra a versão apresentado pelos PMs, de que estavam dispersando pessoas na Praça Dom Wunibaldo e quando voltaram para a viatura, teriam visto o rapaz em uma motocicleta em alta velocidade e fazendo “algazarras”.
 
Na ocasião, a equipe teria dado ordem de parada, mas o jovem teria “lançado o veículo” em direção dos policiais, conforme descreve a ocorrência. Neste momento, a PM efetuou um tiro que atingiu a coxa direita do rapaz. Após cerca de 100 metros, ele caiu no chão.
 
Acionado, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) encaminhou Jonathan para uma unidade de saúde, mas ele não resistiu aos ferimentos e faleceu. A morte do jovem causou revolta de amigos e familiares, que fizeram um protesto na manhã desta quinta-feira (1).
 
A PM disse que a Corregedoria Geral está acompanhando o caso e que será instaurado Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar a conduta dos policiais.  “Informa ainda que a Corregedoria se encontra à disposição para atender e ouvir os familiares da vítima”, diz trecho da nota.

OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem