Primeiro dia de horário eleitoral tem apenas metade dos candidatos, com falhas técnicas e falta de Emanuel




O primeiro dia de horário eleitoral gratuito na televisão foi marcado pela falta dos candidatos. Apenas metade dos oito postulantes ao cargo de prefeito de Cuiabá enviaram seus programas eleitorais. Quem tinha o maior tempo de TV, o atual prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), não apareceu.

"Aqui não tem maquiagem". Assim começou o melhor programa eleitoral do primeiro dia das mensagens gratuitas da TV de Roberto França. Ele ressaltou os mandatos eletivos que teve e disse que que foi prefeito de Cuiabá duas vezes. "Fui prefeito do Passe Livre, Siminina, Bom de Bola e Bom de Escola e outros projetos mais. Agimos com honestidade e seriedade, quem não rouba faz muito mais". Em seguida, já no seu primeiro programa, o governador Mauro Mendes apareceu e pediu votos para o apresentador, dizendo que ele foi um prefeito inovador. Por último ele ressaltou que está na frente nas pesquisas e pediu voto "para dignificar e fazer uma gestão. É o que há", concluiu. Foram 1'35'' de programa. Depois dele, o horário político ficou por bastante tempo apenas com propaganda da própria justiça eleitoral.

O ex-juiz federal Julier Sebastião (PT) foi quem veio depois, e optou pelo simples. Sentado, falou de sua trajetória de vida e disse que apresentaria o ‘Julier Cuiabano’, lembrando do nascimento em Chapada, infância no Araés e Alvorada, estudos no Baú, na escola técnica e formação pela UFMT. Afirmou, ainda, que foi advogado da pastoral da terra, dos direitos humanos, procurador e juiz federal. “Simples assim, eu sou Julier cuiabano, pai e preocupado em melhorar a vida de cada um”, disse.

Em seus 47 segundos, o candidato Abílio Júnior (Podemos), com a música ‘E vamos a luta’ de Gonzaguinha, mostrou imagens de agressões recebidas por ele na Câmara Municipal e de pessoas manifestando apoio a sua candidatura nas ruas. Ao lado do vice Felipe Wellaton (Cidadania), ele também disse que lutou durante seu mandato de vereador contra a corrupção e contra os ‘paus mandados’ do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

Gisela Simona foi a última a aparecer, e teve problema no técnico no áudio, mas mostrou a família, colocou a irmã para falar e, emocionada, disse que queria muito que seu pai estivesse presente ao seu lado: "Se ele estivesse aqui diria: diga a verdade, e represente essas pessoas", no fim ela pediu voto ao partido, em 59 segundos de programa eleitoral.

Por meio da assessoria de imprensa, Emanuel Pinheiro afirmou: "Informo que tivemos um problema técnico e adotamos as medidas cabíveis para resolver a demanda e apresentar a população o projeto de continuidade da gestão Emanuel Pinheiro, tendo o servidor público José Roberto Stopa como candidato a vice".

OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem