CASO INUSITADO: Apontado como morto em confronto, homem comparece à DHPP para dizer que está vivo; confira!


 

LUIS VINICIUS
HIPER NOTICIA

Apontado como um dos mortos no confronto com policiais da Força Tática, no Trevo do Bonsucesso, Frank Aparecido Soares Viana, de idade não revelada, compareceu à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), nesta quinta-feira (5), para relatar que está vivo. 

O confronto ocorreu na manhã de sexta-feira (30) e quatro criminosos morreram. Após as mortes, a polícia divulgou que os envolvidos seriam Deyverson Ferreira de Oliveira Motta, 29 anos, Kaio Henrique Miranda de Araújo, 25 anos, Fagner Morais dos Santos e Frank.  

Entretanto, nesta manhã, Frank compareceu à DHPP para relatar que está vivo e que não tem nenhuma relação com o confronto entre os criminosos. Aos policiais, o homem disse que é monitorado por tornozeleira eletrônica. O quarto envolvido, que agora não está identificado, também usava tornozeleira eletrônica.  

Frank deverá prestar depoimento ao delegado Marcel Gomes de Oliveira que investiga as mortes no Trevo do Bonsucesso. Ele deverá explicar que não participou do confronto. A reportagem entrou em contato com a autoridade policial, mas as nossas ligações não foram atendidas.  

Marcel instaurou, nessa quarta-feira (4), um inquérito policial para investigar as mortes de quatro criminosos durante um confronto com policiais da Força Tática. O delegado deverá ouvir, nos próximos dias, os militares que participaram da ação. Um inquérito policial militar (IPM) também foi instaurado pela Corregedoria da PM.  

Investigações  

Investigações da Polícia Civil apontam que os criminosos mortos estavam na região para cometerem roubos. Com eles, os agentes apreenderam quatro armas, sendo três revólveres e uma pistola. Eles estavam em um veículo HB20.  

O fato    

Ao saberem que o grupo pretendia roubar a região, os militares fizeram um cerco e deram ordem para que o motorista parasse. Entretanto, o grupo reagiu à abordagem e atirou na direção dos militares.    

Por sua vez, os PMs revidaram a ação criminosa e atiraram diversas vezes no carro. Os bandidos não resistiram aos ferimentos e morreram ainda no local. Com os criminosos, os policiais encontraram três revólveres e uma pistola.      

A Polícia Militar informou que dois dos criminosos era monitorado por tornozeleira eletrônica. Um deles tinha várias passagens criminais por crime de roubo, porte ilegal de arma de fogo e cárcere privado. O nome do ladrão não foi informado. 

Postagem Anterior Próxima Postagem