Emanuel processa Mendes por acusação de uso de dinheiro público e pede multa de até R$ 30 mil




Prefeito de Cuiabá em busca de reeleição, Emanuel Pinheiro (MDB) acionou o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), em representação eleitoral que pede a retirada de reportagem produzida pelo Olhar Direto sobre suposto uso de dinheiro público em campanha. Além da liminar para retirada da matéria, há pedido para aplicação de multa no valor de até R$ 30 mil.


A citada reportagem tem o seguinte título: “Governador afirma que Emanuel usa dinheiro público em campanha: ‘será que quebrou o cofrinho?’”. Texto aborda fala de Mauro Mendes sobre secretários municipais afastados por esquemas de corrupção. A declaração do governador questiona ainda onde Emanuel “arrumou dinheiro para a eleição de Cuiabá e Várzea Grande”.

Segundo os advogados, a intenção de Mendes é claramente prejudicar a imagem de Emanuel Pinheiro. “Mesmo sem apresentar quaisquer tipos de provas o requerido acusa o Representado sem nenhum pudor, com acusações sérias, ele arruína a honra do candidato, atinge a integridade, ninguém merece ser acusado e difamado publicamente sem que haja consequências, sem que seja cerceado o seu direito ao contraditório, e a sua presunção de inocência”.

Ainda conforme os advogados do prefeito, o governador tenta propagar ofensa por meio da imprensa, “em total desrespeito às normas eleitorais”. A defesa salientou que “o representado [Mauro Mendes] mente em seu discurso, ainda difunde a mentira para milhares de pessoas e eleitores”.


Emanuel pede, liminarmente, a retirada de circulação do conteúdo. No mérito, há pedido de confirmação da liminar e aplicação de multa no valor de até R$ 30 mil.


OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem