Fábio Garcia se diz ‘sem tempo’ para ajudar na campanha de Muniz em Rondonópolis


 

O presidente estadual do Democratas, ex-deputado federal Fábio Garcia, afirmou não ter tempo para ir a Rondonópolis (219 km de Cuiabá) atuar na campanha do vereador Thiago Muniz (DEM) para a prefeitura da cidade. O município é o terceiro maior de Mato Grosso, mas Muniz não recebeu dinheiro do diretório estadual e nem do diretório nacional de seu partido para realizar a campanha.



“Na verdade, eu estou coordenando a campanha aqui do Roberto, [então] estou impossibilitado de ir até Rondonópolis para poder ir lá. Gostaria muito de estar junto do Thiago lá, mas ele tem todo nosso apoio, toda nossa confiança”, afirmou Fábio, durante o lançamento do ‘MT Mais’, programa de investimentos do governo estadual.


Garcia ainda afirmou que, apesar de o Democratas ter 64 candidatos em Mato Grosso, o objetivo não é ‘ser o maior partido do estado’. “Acho que sairemos com um bom número de prefeitos dessa eleição, mas o que mais nos preocupou nessa eleição não foi nem o número de prefeitos e sair dessa eleição como o maior partido... essa não foi a nossa preocupação. Nossa preocupação, na verdade, foi ou lançar candidaturas ou apoiar nomes que nós de fato acreditamos”, disse.


Um dos maiores partidos do Brasil, o Democratas foi fundado em 1985, ainda como Partido da Frente Liberal (PFL). A nova denominação data de 28 de março de 2007, e foi a primeira desde o fim do bipartidarismo sem o “Partido” no nome. Atualmente, possui a sétima maior bancada da Câmara Federal.


Em Mato Grosso, no entanto, o partido não saiu como ‘cabeça de chapa’ nas maiores cidades. Na capital, Cuiabá, coligou-se com o Patriota, do candidato Roberto França, e indicou o vice, Marcelo Bussiki (DEM). Para esta candidatura, a direção nacional do partido doou R$ 200.000, e a direção estadual não fez nenhuma doação.


Já em Várzea Grande, segunda maior cidade e berço eleitoral do senador Jayme Campos (DEM), o partido indico o vice Hazama para a chapa de Kalil Baracat (MDB). Nesta candidatura, foram doados R$ 630.000 da direção nacional do Democratas, mas não há doações da diretoria estadual do partido.


Em Rondonópolis, onde o candidato é Thiago Muniz, do Democratas, nem o diretório nacional, nem o diretório estadual fizeram nenhuma doação. Somente o diretório municipal do partido cedeu ao candidato o uso gratuito de um imóvel, cujo aluguel foi calculado em R$3.060. A maior doação de Muniz foi feita por ele mesmo, no valor de R$ 270.000,00.


OLHAR DIRETO

Postagem Anterior Próxima Postagem