MÃE E FILHA: ESTUPRO E MORTE - Violência durou toda a noite e pela manhã assassino foi trabalhar



Delegada revelou que Jefferson, preso nesta sexta-feira, só deixou a casa das vítimas ao amanhecer

RepórteMT

Crime bárbaro contra mãe e filha de 11 anos foi cometido durante toda a noite e madrugada do último sábado (21/11), revela a delegada Luciana Canaverde, de Barra do Garças (509 km de Cuiabá), após a prisão do assassino estuprador, identificado como Jeferson, o Todinho, de 33 anos. Ele deixou a casa das vítimas somente pela manhã, após estuprar mãe e filha e assassinar, por asfixia, Rhaynay Rhutila Moraes Silva, de 30 anos.


Em seguida, Jeferson foi trabalhar normalmente em um distrito, onde estava atuando como servente de pedreiro.

A delegada relata que ele só fugiu do município após informações começarem a circular em grupos de whatsapp que apontavam a identificação do criminoso.

Ele foi preso nesta sexta-feira (27) em Nova Xavantina, quando ia entrar numa agência bancária.

De acordo com a delegada, Jeferson não resistiu à prisão. Ele foi encaminhado para Barra do Garças, onde foi ouvido e confessou o crime em detalhes, apenas afirmando que não se lembra de ter estuprado a criança.

Luciana Canaverde afirmou que Jeferson tem vasta ficha criminal, mas por crimes patrimoniais. “Ele não é um estuprador em série como falaram. É autor contumaz de roubo praticado com emprego de faca”.

Após ser ouvido e ter os mandados de prisão cumpridos, Jeferson foi transferido para a Penitenciária de Água Boa. De acordo com a delegada, a decisão foi para preservar a vida do assassino e a própria sociedade.
Postagem Anterior Próxima Postagem