Mauro volta a criticar Emanuel e diz que já "aporrinhou" Defaz e MPE para agir contra prefeito




Atuando de corpo e alma na campanha de Roberto França (Patriota) para prefeito de Cuiabá, o governador Mauro Mendes (DEM) participou de um evento com o seu compadre e secretário Mauro Carvalho e amigos, em um hotel de Cuiabá, no início da semana, e lá ele disse que está tão indignado com a corrupção na Prefeitura de Cuiabá que ele até "aporrinha" os policiais da Delegacia Fazendária e outros órgãos de controle para poder tomar providência.


Por outro lado, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro já chegou a acusar o governador de perseguição política e de usar o aparelhamento do estado e de seu cargo como chefe do Executivo para intervir nas ações da Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz) contra ele.

“Aqui deve ter gente, fornecedores, amigos, todo mundo conhece histórias do que está acontecendo em Cuiabá. Eu fico indignado e, às vezes, até aporrinho o meu próprio pessoal da nossa Delegacia Fazendária, do Ministério Público porque é revoltante as histórias que gente escuta aqui em Cuiabá sendo contadas aos 4 cantos”, disse o governador na terça-feira (3).

O governador demonstra indignação com o fato de o prefeito não ter sido punido por conta das delações de Silval Barbosa e José Riva. Agora que o tom está mais ponderado, Mauro evitar falar o nome de Emanuel, mas em outras oportunidades, o democrata já disse que Emanuel teria que ter mais vergonha na cara e não disputar eleição nenhuma.

OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem