TRE manda Medeiros suspender propaganda em que Fávaro é acusado de manipular pesquisa



O juiz Armando Biancardini Candia, membro do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT), acatou pedido liminar da coligação ao Senado encabeçada por Carlos Fávaro (PSD) e determinou que o também candidato, José Medeiros, pare de veicular propaganda que usa informações falsas sobre pesquisa.


Conforme os autos do processo, a peça publicitária de Medeiros afirmava que a Justiça suspendeu pesquisa manipulada por Fávaro. A propaganda dizia ainda: “quem manipula pesquisa não merece o seu voto”.


Segundo Fávaro, a propaganda induz o eleitor a erro. Realmente existe propaganda suspensa por decisão, porém, Fávaro  sequer figura no polo passivo, “pois não possui qualquer ligação com o instituto, ou mesmo com quem requisitou a pesquisa".

 

Em sua decisão, Armando Biancardini salientou que “é possível constatar que os representantes acusam os representados que manipular uma pesquisa, disseminando ‘informação’ falsa, com a finalidade de criar, artificialmente, na opinião pública”.

 

Ao conceder a medida liminar, determinando a imediata suspensão dos vídeos e áudios, a Justiça estipulou multa de R$ 10 mil em caso de descumprimento.


OLHAR DIRETO

Postagem Anterior Próxima Postagem