Eleição da AMM trava batalha política entre Nininho e Botelho; eleição está mantida para dia 15




Além de Neurilan Fraga (PL) e Mauro Rosa, o Maurão (PSD), a eleição da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) tras uma briga interna entre dois braços políticos que compõe o poder Legislativo do estado: Nininho e Botelho.


Antigo membro da chapa da Neurilan, o deputado Nininho (PSD) abandonou o barco e agora apoia Maurão, que surge como a novidade e pode ser o ator principal do desfazimento da perpetuidade do comando de Neurilan à frente da instituição. 

Já o deputado Eduardo Botelho (DEM) apoia Neurilan e está disposto a ajudar de todas as formas para garantir o quarto mandato do amigo ex-prefeito na AMM. Botelho, inclusive, colocou seu gabinete para agir como uma espécie de comitê de Neurilan. 

Tanto Nininho quanto Botelho são colocados em suas chapas como presidente de honra. A batalha agora inclui quem tem mais força. Pelo lado de Maurão, Nininho conseguiu trazer pra perto o apoio do senador Carlos Fávaro (PSD), deputado federal Neri Geller (Progressistas) e do governador Mauro Mendes (DEM). Nenhum desses tem poder voto, mas sim de persuasão. 

Já pelo lado de Neurilan, Botelho conta com o apoio de Wellington Fagundes (PL) e de diversos prefeitos que irão deixar o cargo em 31 de dezembro, mas estão aptos a votar dia 15, data da eleição, na sede em Cuiabá.

OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem