Heitor, garoto encontrado em aterro, tem alta do hospital após cinco dias internado




O menino Heitor Maciel dos Santos, de dois anos, teve alta nesta quinta-feira (31) após passar cinco dias internado no Hospital São Lucas, em Lucas do Rio Verde (332km de Cuiabá). Ele foi encontrado em um aterro sanitário no último domingo (27), após passar 72 horas desaparecido.


De acordo com o site local Terra MT Digital, Heitor foi com os pais visitar a Companhia Independente de Bombeiros Militares do município (13ª CIBM), instituição que ajudou nas buscas por ele durante os dias em que ficou desaparecido.

O garoto também passeou pelas ruas de Lucas do Rio Verde em uma viatura dos bombeiros. Veja o vídeo publicado pelo site: 


 

A história
 
O pequeno Heitor, de 2 anos de idade, desapareceu no último dia 24 em uma chácara em Lucas do Rio Verde (a 282 km de Cuiabá) e foi encontrado na tarde de domingo (27) em um aterro sanitário da cidade. A criança foi encaminhada a um hospital para que fosse verificado se possuía algum ferimento.

A criança e os pais, de 27 e 20 anos, moram em Campo Novo do Parecis e foram até Lucas para comemorar o Natal na casa da avó paterna do menino. Por volta das 16h de quinta-feira, houve uma queda de energia. Os pais deixaram Heitor dormindo em um quarto e foram resolver o problema no disjuntor. Ao retornar para dentro da residência, a criança já não estava mais no local. Heitor estava apenas de fralda quando desapareceu.

O Corpo de Bombeiros iniciou as buscas no mesmo dia. Cães farejadores e helicópteros foram utilizados na ação. Ele foi encontrado em um aterro sanitário. A Polícia Civil ainda deve investigar o caso. Em uma live na internet, do Terra MT Digital, transmitida diretamente do hospital, o menino foi visto com a família, todos emocionados.

De acordo com os bombeiros, buscas já haviam sido feitas no aterro sanitário, com os cães farejadores, mas o menino não foi encontrado. Ele foi encontrado por volta das 15h15, após uma ligação informar sua localização.

A criança estava com algumas escoriações e assadura, por ter andado longa distância. Os militares consideram a hipótese de alguém tê-lo abandonado no local após o caso ter tomado grandes proporções.

OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem