Polícia tenta desvendar como garoto chegou a aterro sanitário; rapto não é descartado




Após o pequeno Heitor Maciel dos Santos, de dois anos, ser localizado em um aterro sanitário, a Polícia Civil de Lucas do Rio Verde (354 km de Cuiabá) continua a tentar desvender como o garoto chegou até o local. A possibilidade de rapto ainda é estudada, assim como diversas outras.


A criança foi encontrada no aterro por um morador da cidade que trabalha no local, que em seguida acionou o Corpo de Bombeiros. O local fica a aproximadamente 1,5 km da residência da criança.

"As investigações e diligências seguem para apuração das circunstâncias do desaparecimento, como a criança foi parar naquele local, posteriormente conclusão do inquérito policial e possível responsabilização criminal dos envolvidos", disse o delegado Eugênio Rudy Junior.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o menino não apresenta nenhum ferimento grave. Ele tinha uma assadura entre as pernas, condizentes com a de alguém que andou certa distância.

"Sendo assim, não é descartada que ele tenha ido ao local sozinhou ou que tenha sido abandonado ali por outra pessoa", disse o sargento Domingos.

A criança de dois anos e oito meses desapareceu na quinta-feira (24.12), em uma propriedade rural do município de Lucas do Rio Verde, onde estava com a família passando as festividades de fim de ano.

Desde então, policiais civis, policiais militares e bombeiros militares realizaram diversas diligências durante três dias para localizar o menino. 

Veja vídeo do resgate: 

 

OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem