Stopa garante que atrito com Mauro não foi motivo para ausência de Emanuel em reunião no Paiaguás




Representando o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) no primeiro encontro da próxima gestão de Cuiabá com o governador Mauro Mendes (DEM) nesta segunda-feira (21), o vice-prefeito eleito José Roberto Stopa (PV) negou que a ausência do emedebista no encontro tenha se dado pelo atrito que ele tem com o Democrata, e explicou que o chefe do Executivo municipal tinha outros compromissos. 


No início da tarde, o governador recebeu tanto Stopa quanto a prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos (DEM), para conversarem sobre uma possível continuidade as obras do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT). O convite foi feito para o prefeito, que não compareceu.

“O prefeito sempre se posicionou como um estadista. Sempre respeitou ao governador e obviamente não está aqui por ter outros compromissos. Mas o prefeito está aberto a dialogar sobre tudo que for melhor para Cuiabá. Esperamos sim que o governo nos dê boas notícias, que tenha uma boa articulação com a bancada federal, com a Prefeitura de Cuiabá, com a de Várzea Grande, no sentido de que nós possamos definitivamente resolver a questão deste rasgo que foi aberto nas principais avenidas das duas cidades”, disse o vice eleito ao chegar na reunião.


Desde que foi reeleito, após vários embates com Mauro Mendes durante a campanha, Emanuel tem adotado o discurso de que quer ter uma relação melhor com o Governo do Estado nos próximos dois anos.

O prefeito, no entanto, não compareceu a nenhuma das reuniões em que foi convidado a ir até o Palácio Paiaguás para conversar com o governador Mauro Mendes. A primeira aconteceu no início do mês de dezembro, quando Emanuel foi chamado a um encontro junto aos prefeitos eleitos do MDB para alinhar as gestões.

Em declarações recentes, o prefeito disse que pretende se reunir com o governador em uma reunião que está sendo articulada pelo seu filho, o deputado federal Emanuelzinho (PTB).


OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem