Chuva causa alagamento em Cuiabá e mulher fica presa dentro de veículo; veja vídeos


 

A rápida chuva que atingiu Cuiabá no final da manhã desde domingo (10) causou alagamento na Avenida 8 de Abril e transtorno aos cuiabanos. Segundo o Corpo de Bombeiros de Mato Grosso (CBMMT), entre as ocorrências em andamento na capital mato-grossense, uma senhora teria ficado presa dentro de um veículo devido a enchente.


Leia mais:
Prefeito fecha boates por 15 dias e proíbe reuniões familiares com mais de 20 pessoas

Um vídeo divulgado nas redes sociais, gravado em frente ao Mercado do Porto, mostra a Avenida 8 de Abril alagada, “um marzão só”, como descreve um motorista. Já outro registro, mostra a água da chuva invadindo o antigo Pronto Socorro (atual Hospital de Referência COVID-19) 
 

Em nota, a Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria de Obras Públicas, informou que está atuando para realizar a limpeza das bocas de lobo para evitar os problemas recorrentes. Já quanto ao Hospital de Referência, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) afirma que nenhum dos pacientes foi prejudicado.

Ao Olhar Direto, os Bombeiros informaram que há algumas ocorrências em andamento devido à chuva. Houve um chamamento devido a uma possível queda de uma árvore e a queda de um fio energizado. O veículo de uma mulher estava sendo tomado pela água da chuva, correndo o risco de ser arrastado, e uma outra solicitante informou que havia uma senhora presa dentro de um carro, que não conseguia sair.

Confira a nota da Prefeitura de Cuiabá na integra.

Em relação à demanda sobre alagamento registado na manhã de hoje (10/1), a Secretaria de Obras Públicas informa que:

- Tem trabalhado continuamente, de forma preventiva, para sanar os impactos ocasionados pela chuva. *Na próxima segunda (11), o secretário de Obras de Cuiabá, José Roberto Stopa, irá se reunir com equipe da Universidade Federal de Mato Grosso e Conselho Regional de Engenharia tendo como finalidade a discussão sobre projeto para drenagem fluvial das avenidas Tenente-coronel Duarte e XV de Novembro com lançamento no Rio Cuiabá, garantindo a resolução de um problema histórico;

- válido citar que a equipe técnica responsável pelo escopo do projeto atuou no ano de 2017 garantindo a solução de um problema recorrente de alagamento nas imediações do viaduto da UFMT; 

- Oportuno destacar que o serviço de limpeza das bocas de lobo distribuídas em todas as regiões da cidade é diário e, conforme relatório da Secretaria, tem resultado em uma média de 115 manutenções por mês. 

- Visando intensificar esse trabalho, foi montada uma força-tarefa que já está atuando nas quatro regiões da cidade, inclusive aos fins de semana. 

- Essa força-tarefa tem trabalhado principalmente nos pontos considerados mais críticos, monitorados pela Defesa Civil, Secretaria de Obras Públicas e Limpurb. 

- A Avenida Ten. Cel. Duarte (Prainha) é das que recebem essa atenção constantemente e receberá ao longo desta semana uma nova ação de manutenção em suas bocas de lobo. 

- Além disso, a substituição do sistema de drenagem antigo também é uma das atividades que, dentro das possibilidades orçamentárias, o Município tem buscado avançar. 

- A Prefeitura também possui o planejamento de continuar avançando com esse trabalho, na medida em que novos recursos estiverem disponíveis.

A Secretaria Municipal de Saúde informa:

- A gestão reconhece que prédio do antigo Pronto Socorro (atual Hospital de Referência COVID-19) é uma estrutura antiga, que apresenta problemas. Como já é de conhecimento de todos, existe um projeto para uma grande reforma do antigo PS, para ser transformado no Hospital da Família, mas neste momento de enfrentamento ao coronavírus é necessário que o prédio seja usado para os pacientes. 

- Seguindo o princípio da economicidade a Prefeitura adequou este prédio para ser o Hospital Referência para COVID-19 e, em razão da pandemia já estar em curso, uma parte da estrutura foi reformada para ter condições de abrigar os pacientes. 

- Cuiabá possui 95 leitos de UTI do Hospital Referência, 40 do São Benedito, somando um total de 135 leitos de UTI.

- Neste momento a Secretaria Municipal de Saúde está trabalhando para diminuir os danos causados nos locais atingidos pelo alagamento no hospital.   

- A Secretaria de Saúde reitera que não houve prejuízos ao tratamento dos pacientes, que estão devidamente acomodados e assistidos


Atualizada às 15:09.

OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem