Juca aposta em 18 votos para se eleger presidente e prega relação harmoniosa com o Executivo




O vereador Juca do Guaraná (MDB) espera se eleger presidente da mesa diretora com 18 votos. A informação foi revelada pelo político nesta sexta-feira (1º), no parlamento cuiabano. Base do prefeito da Capital, Emanuel Pinheiro (MDB), Juca buscará uma relação harmoniosa entre os Poderes.


“Estamos trabalhando, hoje é o dia. Estamos bastante confiantes que, se Deus abençoar e os nossos pares assim decidirem, hoje fechamos com a nossa vitória na presidência. Nós esperamos chegar a 18 votos”, explicou o político.

A eleição de Juca parece certa. Consenso entre vereadores aponta que o vereador e agora ex-candidato à mesa diretora da Câmara, Marcrean Santos (PP), desistiu a da disputa interna e vai apoiar o membro do MDB.

Segundo apurado pelo Olhar Direto, apoiam Juca os nomes de Didimo Vovó (PSB), Demilson Nogueira (Progressistas), Pastor Jeferson (PSD), Kássio Coelho (Patriota), Paulo Henrique (PV), Marcus Brito Júnior (PV), Cezinha Nascimento (PSL), Dr Luiz Fernando (Republicanos), Eduardo Magalhães (Republicanos) e veteranos como Chico 2000 (PL) e Mário Nadaf (PV), que estão a caminho do 5º mandato, além dos vereadores reeleitos, Adevair Cabral (PTB), Renivaldo Nascimento (PSDB), Wilson Kero Kero (Podemos), Lilo Pinheiro (PDT) e sargento Joelson (SD).

“Vamos continuar com o trabalho de sempre. Desde o primeiro dia do nosso mandato. Visitando os bairros, ouvindo a população, transformando seus anseios em projetos e indicações aqui nessa casa”, comentou Juca sobre suas responsabilidades.

Sobre o Poder Executivo, Juca explicou que a relação “tem que ser harmônica, respeitosae independente”.

OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem