Kalil deve nomear primo para Guarda Municipal em Várzea Grande; sindicato apoia




A escolha do nome do novo comandante da Guarda Municipal de Várzea Grande está gerando uma grande confusão dentro do Paço Couto Magalhães, que abriga o prédio da Prefeitura de Várzea Grande. A instabilidade gira em torno do sobrenome do do possível novo chefe da autarquia, que é primo do prefeito Kalil Baracat (MDB). 

O emedebista teria recebido o nome de seu primo, Alisson Baracat, concursado na Guarda Municipal há quase 20 anos, para ser o chefe da corporação. 

A indicação foi entregue para Kalil desde o período de campanha. E não somente por conta do sobrenome, mas sim pela competência. O presidente do Sindicato da Guarda Municipal, Jackson Nascimento, Alisson tem currículo para conduzir a tropa e arecebe o aval dos membros do setor. 

"Estamos no Sindicato para lutar pelo melhor para todos nós. Tem um grupo que está há 15 anos a frente da Guarda e não faz nada. Agora queremos a indicação do Alisson porque ele sabe dos problemas, é preparado e ainda é concursado. Ele não é aventureiro. É capacidade e pode sim ser o novo chefe", disse Nascimento ao Olhar Direto. 

Alisson, além de primo de Kalil, serve a Guarda Municipal desde 2002. Ele compõe hoje o setor de classe especial. "Ele é humilde, houve os carentes, filho de Várzea Grande e preenche todos os requisitos. Não tem essa de que a Guarda Municipal reagiu negativamente por ele ser o cotado. Ele é cotado, por que é competente e esperamos que o prefeito Kalil atenda esse nosso pedido", concluiu o sindicalista. 

Por ora, o secretário de Comunicação de Várzea Grande, Marcos Lemos, disse que não tem crise para ser superada sobre esse assunto e que Kalil avalia sim nomear seu primo como novo chefe da Guarda, mas por enquanto não tinha nada decidido.

OLHAR DIRETO
Postagem Anterior Próxima Postagem