Servidores de Cuiabá do grupo de risco continuam em home office até o dia 28 de fevereiro


Praça Alencastro, em frente a Prefeitura de Cuiabá — Foto: Luiz Alves/ Secom Cuiabá

O decreto destaca que fazem parte desse grupo as servidoras grávidas ou lactantes, acima dos 60 anos de idade, imunodeprimidos e/ou portadores de doenças crônicas, mediante a apresentação de laudo médico.


Por G1 MT


No decreto assinado na última quinta-feira (30), o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) determinou que todos os servidores municipais de Cuiabá que fazem parte do grupo de risco vão continuar trabalhando em sistema home office até o dia 28 de fevereiro.


O decreto destaca que fazem parte desse grupo as servidoras grávidas ou lactantes, acima dos 60 anos de idade, imunodeprimidos e/ou portadores de doenças crônicas, mediante a apresentação de laudo médico.


A medida visa minimizar os riscos de contaminação a essas pessoas que, conforme apontado pelas entidades de saúde, são mais suscetíveis à infecção do novo coronavírus (Covid-19).


A volta ao trabalho presencial para os demais servidores da Prefeitura de Cuiabá foi estabelecido pelo Decreto nº 8.147, editado no dia 13 de outubro de 2020. A normativa fixou que o retorno deveria acontecer acompanhado da adoção de uma série de medidas de biossegurança como: distanciamento mínimo de 1,5 m entre as pessoas; uso obrigatório de máscaras de proteção; oferta permanente de álcool em gel 70%.


Postagem Anterior Próxima Postagem